Meia Willian fala da emoção sobre "recomeço" no time do Cruzeiro

Com um novo contrato, o meia agradeceu ao presidente Gilvan de Pinho Tavares

O meia Willian poderá enfim voltar a treinar com os companheiros de clube e ficar à disposição de Marcelo Oliveira para o restante do Brasileiro. Horas antes da partida contra o Figueirense, o Cruzeiro acertou os detalhes da compra definitiva do atleta, que pertencia ao Metalist, da Ucrânia. Com um novo contrato, o meia agradeceu ao presidente Gilvan de Pinho Tavares, um dos responsáveis por não medir esforços para permanecer com o jogador no elenco celeste.

- Estou até nervoso, tenho que agradecer à Deus por ter dado essas condiões, por eu estar fazendo meu melhor aqui no Cruzeiro. Quando o Alexandre (Mattos, diretor de futebol celeste) me ligou dizendo que estava levando o contrato para o presidente assinar, eu estava conquistando mais um título na minha carreira. Não tem preço quando você é reconhecido na sua carreira. Para mim o momento é de reconhecimento, gratidão. Primeiramente à Deus, ao presidente que acreditou no meu trabalho, juntamente com o Alexandre e no Marcelo (Oliveira). Confiaram no meu trabalho, no meu potencial - disse o meia.

MAIS:

Cruzeiro faz chover e goleia Figueira no Mineirão

Gilvan confirma compra de Willian em definitivo

Willian também é querido em toda a China Azul devido ao sucesso do "bigode grosso" utilizado pelo jogador e que foi parar até nas arquibancadas do Mineirão. Neste novo recomeço na Toca, o jogador falou da motivação para continuar fazendo sucesso, não só pelo visuel, mas pelo desempenho dentro de campo.

- Cheguei e pude colaborar com meus companheiros, ter um ano de vitórias. Agora parece que estou mais nervoso que quando vou jogar. Mas é por um motivo de alegria, estou muito feliz, minha família, ao sócio-torcedor que colaborou com o investimento e que possam fortalecer futuramente o grupo, que vejo como o mais forte do Brasil. Estou muito realizado pelas pessoas que oraram pela minha permanência, pelo carinho do torcedor. Não só pelo bigode, não adianta ter bigode se não corresponder dentro de campo. Fico feliz pelo carinho e por todos que queriam minha permanência. Que eu possa recomeçar meu trabalho e que a gente ainda tenha muito sucesso dentro do clube - completou.

Fonte: Terra