Xingado pela torcida, Ganso some no jogo e não descarta São Paulo

Xingado pela torcida, Ganso some no jogo e não descarta São Paulo

Em campo, Ganso não conseguiu reverter a irritação da torcida.

Antes do clássico começar, o nome de Paulo Henrique Ganso era o mais gritado pelos santistas que foram ao Pacaembu ver o clássico contra o Palmeiras. O canto que vinha da arquibancada, porém, não era de homenagem e sim de protestos contra as declarações do meia de que seria um prazer jogar no São Paulo, dadas na última semana.

Em campo, Ganso não conseguiu reverter a irritação da torcida. Lento, errou passes, não foi eficiente na armação de jogadas e participou pouco da partida no primeiro tempo. O camisa 10 famoso por lançamentos precisos e por fazer o genial parecer simples se escondeu. O Ganso parecia que tinha virado um avestruz.

Na segunda etapa, o meia não chegou a ser genial, mas puxado pela atuação irrepreensível de Neymar ajudou o craque na vitória por 2 a 1. Foi assim, por exemplo, no gol da virada, quando tabelou com o atacante antes dele tocar para o gol de fora da área.

A participação no lance mais importante do jogo, porém, não o levou a ser poupado pelos torcedores. Nas arquibancadas do Pacaembu, os santistas em minoria celebravam a vitória, mas não poupavam o camisa 10.

?Não é mole não, ô Paulo Henrique respeite o meu Peixão?, gritaram os torcedores. Nos camarotes do estádio, o presidente do Santos, Luiz Álvaro de Oliveira Ribeiro, também reclamava.

?Quem fala o que quer, ouve o que não quer. Não é a primeira vez. São várias declarações desse tipo sempre às vésperas de jogos importantes. Enfim, já encheu o saco?, disparou o cartola.

Depois do jogo, questionado sobre o seu elogio ao São Paulo, clube que quer contratá-lo, ele disse que não se arrepende do fato.

?Não me arrependo de ter falado, até porque São Paulo, Inter, Flamengo, Palmeiras, são grandes equipes. Você nunca pode descartar?, declarou o jogador.

A fala elogiosa de Ganso sobre o São Paulo rendeu críticas da diretoria do Santos e protesto da torcida do Peixe durante a partida. Mas o meia disse não se importar com o fato.

?Não é a primeira vez. Eu tenho cabeça boa e vou sair dessa. Eu joguei até machucado no Santos e isso ninguém fala?, reclamou.

A declaração, entretanto, não aplaca a ira de parte da torcida. No Twitter, o desempenho do jogador foi duramente criticado pelos torcedores

Fonte: UOL