Zico diz voltar ao futebol brasileiro e elogia jogadores

Zico diz voltar ao futebol brasileiro e elogia jogadores

Ex-craque comentou sobre a dupla Love/Adriano no Flamengo

Após ser demitido do cargo de técnico do Olympiakos, da Grécia, Zico cogita voltar ao Brasil para trabalhar em alguma função relacionada ao futebol. Após passagens como treinador do Kashima Antlers (Japão), da seleção japonesa, do Fenerbahce (Turquia), do Bunyodkor (Uzbequistão) e do CSKA Moscou (Rússia), o Galinho coloca a família como principal motivação para voltar a trabalhar em sua terra natal.

- Tenho passado muito tempo fora, longe da minha família, dos meus amigos e principalmente do meu neto Felipe. No próximo mês deve nascer meu segundo neto e eu quero estar presente. Isso pode pesar bastante. Quero descansar por aqui pelo menos até o final de março. Depois, quero continuar trabalhando, só preciso ver de que forma -, declarou ao Sportv.

Zico reclamou da violência no futebol grego, onde trabalhou durante quatro meses.

- Aqui (no Brasil) só chegam algumas imagens do que acontece. Já fiquei preso no vestiário, fui pra entrevista coletiva com dez seguranças, como se eu fosse um marginal. A cada quilômetro que eu andava, tinha um carro de polícia. Eu não tinha o direito de ir e vir no meu trabalho -, disse.

Ídolo do Flamengo, o Galinho de Quintino acredita que a dupla de ataque formada por Adriano e Vagner Love tem tudo para dar certo, desde que ambos admitam a pressão que lhes será inerente, mantendo a forma física e se preparando para eventuais dificuldades.

- As características dos dois se encaixam bem. Adriano é um jogador de área, com boa técnica. O Vagner se movimenta pelos dois lados, com qualidade técnica muito boa. São dois jogadores que estarão muito visados, é bom que estejam bem fisicamente. Só vai dar certo se estiverem preparados para esta dificuldade. Eles têm que saber que cada jogo será uma dureza pra cada um deles -, opinou.

Fonte: GloboEspote, www.globoesporte.com