Zico vê Neymar como escape para Messi e aprova: "enfrentar grandes"

Neymar irá finalmente enfrentar com regularidade os melhores do mundo, disse ele

Um dos principais nomes da história do futebol brasileiro, Zico acredita que a Seleção, o futebol brasileiro e o próprio Neymar têm muito o que ganhar com a transferência do atacante para Barcelona, confirmada no último sábado. O ex-jogador e técnico acredita que, com a mudança para a Espanha, Neymar irá finalmente enfrentar com regularidade os melhores do mundo.

"Agora ele vai enfrentar constantemente os grandes adversários que aqui não enfrentava. Muita gente questionava o fato de que na Seleção ele não rendia o mesmo. Mas é porque cada hora era uma marcação diferente. As grandes seleções marcam de forma diferente. Lógico que jogando constantemente com as dificuldades ele vai encontrar soluções. Ele vai poder ser o mesmo jogador fantástico na Seleção", afirmou Zico, que recebe durante a semana em seu clube, o CFZ, arbitro do mundo inteiro para um treinamento visando a Copa de 2014.

Neste primeiro momento, Zico acredita que Neymar funcionará como um escape para Lionel Messi. Com a dupla inspirada, o ex-jogador acredita que será difícil para os adversários derrotarem o Barcelona. Desde que privilegiem o coletivo em vez do individual.

"Se eles dois jogarem para a equipe, vai ficar melhor ainda para o Barcelona. Eles têm que jogar para o time, sem um estar querendo mais que o outro individualmente. Eles sempre demonstraram isso e não vai ser problemas", disse.

"Se colocarem o melhor deles para a equipe, vai ser complicado para os adversários e bom para o próprio Messi. Ele sabe que todo mundo vai ter que se preocupar com o Neymar e vice-versa. No mundo de futebol é difícil encontrar dois tops no mesmo time. Isso mostra o poder do Barcelona", completou.

Zico, que construiu a maior parte de sua carreira e viveu o auge no Flamengo, acredita que dificilmente algum jogador top consiga repetir uma história como a sua. "Sinceramente não, se continuar como está hoje", disse o ex-jogador sobre a chance de um craque passar a carreira inteira no Brasil.

Fonte: Terra