Conheça os 10 primeiros sintomas de gravidez

Sintomas de gravidez podem surgir antes do atraso da menstruação

Os primeiros sintomas de gravidez podem surgir antes do atraso da menstruação, mas podem ser tão sutis que somente as mulheres que estão muito atentas ao seu corpo ou que estão tentando engravidar podem perceber, porque para a maioria das mulheres, podem passar desapercebidos. No entanto, estes sintomas devem ser levados em consideração, especialmente após o atraso menstrual, porque também podem ser confundidos com a TPM.

Por isso, a melhor forma de confirmar se você está grávida é fazendo um teste caseiro de gravidez que se compra na farmácia, que pode ser feito a partir do 1º dia de atraso menstrual ou após 14 dias da relação sexual dentro do período fértil.

Os 10 primeiros sintomas de gravidez que podem surgir, são:

1. Corrimento vaginal cor-de-rosa

Quando o óvulo é fecundado, pode haver um leve corrimento cor-de-rosa, que na verdade é o corrimento normal que a mulher apresenta (excesso de muco vaginal) com vestígios de sangue causado pela entrada do espermatozoide no óvulo e pelo seu deslocamento até o útero. Este corrimento pode surgir poucos minutos após a relação ou até 3 dias depois do contato íntimo, período de vida do espermatozoide dentro do organismo feminino. Por vezes, este corrimento só é observado quando a mulher vai limpar-se após urinar.

2. Cólica e inchaço abdominal

Com o óvulo fecundado, há um aumento de fluxo sanguíneo na região pélvica e, então os hormônios femininos entram em ação para preservar o embrião e dar continuidade a gravidez e, isto pode causar algum desconforto abdominal que pode ser reconhecido como sendo uma cólica menstrual de fraca a média intensidade. Além disso, a mulher pode ainda ter uma pequena perda de sangue, semelhante à menstruação, mas em menor quantidade.

O inchaço abdominal também é um dos primeiros sintomas de gravidez e ele também é causado pelas intensas alterações pélvicas que estão acontecendo. O aumento do fluxo sanguíneo e a adaptação ao crescimento uterino são os maiores causadores deste leve inchaço abdominal, que para algumas pode passar desapercebido. Por volta das 7 semanas de gestação a parte de baixo do umbigo começa a ficar dura.

3. Mamas sensíveis e inchadas

Nas duas primeiras semanas de gravidez, a mulher pode observar que os seios ficam mais sensíveis e isto se deve a atuação dos hormônios que estimulam as glândulas mamárias preparando a mulher para a amamentação . Além disso, os mamilos podem ficar mais sensíveis e inchados, e a aréola pode ficar mais escura que o normal pelo aumento de fluxo sanguíneo na região.

4. Aumento da frequência urinária

Com o aumento da progesterona, há aumento da frequência urinária, sendo preciso até mesmo acordar a noite para fazer xixi.

5. Espinhas e pele oleosa

As alterações hormonais podem levar ao surgimento ou piora de cravos e espinhas, chamados cientificamente de acne, e, por isso, já nas primeiras semanas de gravidez, a mulher pode notar um aumento da oleosidade da pele, que pode ser controlada com o uso de produtos de limpeza de pele e de higiene pessoal adequados.

6. Cansaço fácil

O cansaço fácil pode ser percebido logo nas duas primeiras semanas de gravidez devido às alterações hormonais e à diminuição da quantidade de açúcar no sangue.

7. Enjoos, vômitos e salivação

Enjoos e vômitos são comuns, principalmente pela manhã, e este é um dos sintomas de gravidez mais conhecidos, que surge, geralmente, após a 6ª semana de gestação e que pode perdurar por toda a gravidez. Já o aumento da salivação pode permanecer por toda a gravidez.

8. Tontura, sono e dor de cabeça

A tontura e o sono fora de hora são sintomas de gravidez que ocorrem por causa da queda da pressão arterial, da redução da glicose no sangue e da má alimentação devido aos enjoos e vômitos frequentes. Elas surgem logo nas primeiras semanas de gravidez, mas tendem a diminuir a partir da 20ª semana de gestação.

A dor de cabeça também é comum durante a gravidez devido as alterações hormonais, mas ela geralmente é fraca, embora persistente.

9. Aversão a cheiros fortes

É muito comum que no início da gravidez a mulher tenha aversão a cheiros fortes, mesmo que eles sejam aparentemente agradáveis, como perfume. A maioria das grávidas chega a vomitar após sentir um cheiro forte, como o da gasolina, do cigarro ou de produtos de limpeza, por exemplo. Este pode ser um dos sintomas que surge antes das duas semanas de gravidez.

10. Variações de humor

Logo no início da gravidez, nas duas primeiras semanas de gravidez, a mulher poderá perceber algumas variações de humor, sem causa aparente. É muito comum a grávida chorar por situações que não a fariam chorar antes de estar grávida e este sintoma deverá permanecer por toda a gravidez.

Quando fazer o teste de gravidez

O teste de gravidez que se compra na farmácia pode ser feito no primeiro dia de atraso menstrual. Se o resultado der negativo, pode-se esperar mais 3 a 5 dias, e se a menstruação continuar atrasada, pode-se fazer um novo teste de gravidez. Se o resultado ainda for negativo, avalie a possibilidade de fazer um exame de sangue para diagnosticar a gravidez, porque este é mais fidedigno e mostra a quantidade do hormônio Beta HCG, que só é produzido durante a gestação. Este exame pode indicar o resultado Positivo ou Negativo e ainda com quantas semanas de gestação você está:

7 dias após a fertilização: até 25 mUI/mL4 semanas após a Data da Última Menstruação: 1.000 mUI/mL5 semanas após a Data da Última Menstruação: 3.000 mUI/mL6 semanas após a Data da Última Menstruação: 6.000 mUI/mL7 semanas após a Data da Última Menstruação: 20.000 mUI/mL8 a 10 semanas após a Data da Última Menstruação: 100.000 mUI/mL

Entretanto, se mesmo após 10 dias da menstruação atrasada o teste de gravidez de farmácia der negativo, a mulher não deve estar grávida, mas deve marcar uma consulta com um ginecologista para verificar a causa do atraso menstrual.


Image title

Fonte: Tua saúde