Veja a diferença salarial entre o homem e a mulher

Estudo aponta diferenças salariais

O fenômeno é global e bastante conhecido: mulheres possuem salários menores que os homens em praticamente todos os tipos de trabalho, mesmo exercendo as mesmas funções e apresentando desempenho e escolaridade iguais.

Um recente estudo divulgado pelo site especializado em salários Glassdoor aponta que, em média, mulheres recebem 5 centavos por dólar a menos do que os homens, valor que pode variar ainda mais de acordo com a profissão. A pesquisa avaliou mais de 500 mil relatos sobre salários de funcionários contratados em 25 diferentes setores, realizando ajustes em relação a idade, experiência, região, grau de educação e cargo.

O setor de Ciências da Computação é o que mais apresenta diferença entre salários, que chega a 28%. As profissões na área de saúde, porém, não ficam atrás nas diferenças, pois, segundo o estudo, médicas, dentistas, psicólogas e farmacêuticas ganham de 14% a 28% a menos do que os profissionais do sexo masculino.

A profissão com a menor diferença salarial é a de coordenador de eventos, em que eles ganham apenas 0,2% a mais do que elas. Somente alguns trabalhos, como assistente social, colaborador de comunicação, representante de mídia social e assistente de pesquisa, por exemplo, são favoráveis às mulheres, que recebem um pouco a mais do que os homens.

De acordo com Andrew Chamberlain, economista-chefe da Glassdoor, as mulheres tendem a subvalorizar suas formações acadêmicas quando propõem negociações salariais. Por isso causa estranheza a configuração atual de que, mesmo tendo mais educação do que os homens, elas não compreenderem o valor de seus diplomas, pedindo menos do que merecem.


Image title

Fonte: bolsademulher