12,5% dos voos domésticos sofreram atrasos

Situação é tranquila mesmo nos aeroportos mais movimentados

A situação é tranquila nos principais aeroportos do país, na manhã deste domingo (26). Segundo balanço divulgado pela Empresa Brasileira de Infraestrutura Aeroportuária (Infraero), dos 746 voos domésticos programados entre a 0h e as 11h, 93 atrasaram mais de meia hora (12,5%) e 34 foram cancelados (4,6%). Entre os 61 voos internacionais, sete sofreram atrasos (11,5%) e quatro foram cancelados (6,6%).

Os índices de atrasos e cancelamentos nos voos domésticos permanecem baixos mesmo nos terminais mais movimentados. Em Brasília, dos 48 voos previstos nesse período, oito atrasaram e nenhum foi cancelado. No Rio de Janeiro, o aeroporto do Galeão registrou sete atrasos e cinco cancelamentos, entre os 46 voos programados. No Santos Dumont, entre os 23 voos, nenhum sofreu atraso e apenas um foi cancelado.

Em São Paulo, no aeroporto de Congonhas, quatro voos atrasaram e três foram cancelados, entre 48 agendados. E, em Guarulhos, dos 89 voos previstos, 13 atrasaram e sete foram cancelados.

Na região de Belo Horizonte, no aeroporto Tancredo Neves, foram 12 atrasos e três cancelamentos, entre os 46 voos marcados.

Transtornos

Durante a semana do Natal, que foi comemorado no sábado (25), os passageiros que tinham viagem de avião marcada enfrentaram alguns transtornos.

Insatisfeitos com o reajuste salarial proposto pelas empresas aéreas, os aeroviários e aeronautas ameaçaram entrar em greve. Na quarta-feira (22), o Tribunal Superior do Trabalho (TST) determinou que 80% dos trabalhadores continuem trabalhando até o início de janeiro. Em caso de descumprimento, a multa diária é de R$ 100 mil.

Em assembleia na manhã de quinta-feira (23), os funcionários decidiram suspender a paralisação. Mesmo assim, na quinta, os passageiros enfrentaram transtornos. Até as 22h, 39,5% dos voos domésticos e 41% dos voos internacionais sofreram atrasos.

Fonte: g1, www.g1.com.br