Cerca de 20 veículos já foram rebocados no centro de THE

A Superintendência Municipal de Transportes e Trânsito (Strans) está intensificando a fiscalização no centro e está fazendo o reboque de veículos

Quem tem o hábito de estacionar seu veículo nas ruas do centro da cidade e o faz muitas vezes em locais proibidos precisa ficar ainda mais atento. Há três semanas a Superintendência Municipal de Transportes e Trânsito (Strans) vem intensificando a fiscalização naquela área da cidade e está fazendo o reboque de veículos estacionados em locais indevidos. Desde que teve início, mais de 20 veículos foram rebocados.

Só na manhã de ontem foram rebocados cinco veículos e levados para o pátio do Detran. O diretor de Operações e Fiscalização da Strans, coronel Hudson Lima, explica que essas fiscalizações já iniciaram em Teresina desde o primeiro semestre deste ano, quando o foco eram os bairros da cidade. Nestes locais o foco eram veículos abandonados em vias públicas.

?Nos bairros, nós contamos com o apoio das SDUs, que nos orientaram sobre os locais onde havia veículos parados há algum tempo e que precisavam ser rebocados.

Nós fomos até o local, recolhemos todos estes veículos e colocamos no pátio do Detran?, disse o coronel. Agora o foco das fiscalizações está no centro da cidade, mas deverá voltar para os bairros em breve. A operação foi possibilitada com a aquisição do reboque pela equipe de trânsito, há alguns meses.

O coronel explicou que todos os locais onde o estacionamento de veículos é proibido, inclusive no centro da cidade, já foram devidamente sinalizados, mas os motoristas ainda insistem em infringir a sinalização, por isso a necessidade dessa ação mais enérgica. A operação deverá ser intensificada a partir de agora e se tornará constante.

?Os motoristas sabem que não podem estacionar em determinados locais do centro da cidade, mas insistem em fazer isso. Por isso, nós precisamos intensificar a ação naquela área.

Nossos homens ficarão lá o dia inteiro para coibir essa ação?, disse diretor de Operações e Fiscalização da Strans. A operação acontece no horário comercial, nos turnos da manhã e tarde, quando a movimentação no centro da cidade é mais intensa.

Fonte: Pollyana Carvalho