THE: 30% das crianças já tomaram a vacina contra paralisia infantil

THE: 30% das crianças já tomaram a vacina contra paralisia infantil

Com a campanha iniciada no sábado passado, a vacinação contra a paralisia já conseguiu atrair cerca de 30% da meta

Teresina já chegou a 30% de crianças imunizadas contra a paralisia infantil. Só no primeiro dia da Campanha Nacional de Vacinação contra a Poliomielite foram vacinadas, na capital, 17.043 crianças com mais de seis meses e menos de cinco anos. A meta da Fundação Municipal de Saúde é imunizar 57.140 crianças, que corresponde a 95% de teresinenses nessa faixa etária.

?Recebemos esse número com muita alegria e as expectativas são muito boas. Se continuarmos assim vamos superar a meta. Ontem pela manhã passei em alguns postos de vacinação e muitos deles tinham inclusive uma fila se formando e isso é muito bom, mostra que a população está consciente da importância da vacinação?, disse o presidente da FMS, Luiz Lobão. Ele alerta para a necessidade de as mães levarem a caderneta de vacinação do filho, ao se dirigirem às salas de vacinação.

A conscientização das mães é importante para ajudar o Brasil a permanecer como país que não apresenta mais casos da doença. A imunização torna-se ainda mais necessária a partir de agora devido aos grandes eventos internacionais que acontecerão no país.

?No ano passado outros países registraram casos da doença e para que ela não entre novamente no nosso país é importante vacinar nossas crianças?, afirmou.

A poliomielite é uma doença de origem viral que poderá deixar sequelas ou até mesmo levar a óbito que pessoa que for acometida por ela. Há 24 anos o Brasil não registra nenhum caso da doença.

A campanha está utilizando a dose oral da vacina, a gotinha, no entanto, as unidades de saúde estarão com estoques da vacina inativada da pólio, injetável, para crianças que estiverem iniciando o esquema contra a poliomielite, bem como aquelas que coincidentemente estejam na época de receber alguma dose do esquema previsto pelo calendário nacional de vacinação, por isso a necessidade de se levar o cartão de vacina.

A vacina é a única forma de prevenir a doença. A OMS estima que a imunização, em todo o mundo, previna 550 mil casos da enfermidade a cada ano. Antes do desenvolvimento da vacina, na década de 50, a poliomielite matava ou deixava com deficiência física centenas de milhares de pessoas todos os anos.

Fonte: Pollyana Carvalho