300 pessoas foram multadas por estacionar em ciclovia nos últimos 3 meses

Os dados da Superintendência Municipal de Transporte e Trânsito (Strans) mostram que só nos últimos três meses já foram multadas cerca de 300 pessoas

Os condutores de veículos de Teresina ainda respeitam pouco as ciclovias e ciclofaixas espalhadas pela cidade. Os dados da Superintendência Municipal de Transportes e Trânsito (Strans) mostram que só nos últimos três meses já foram multadas cerca de 300 pessoas que estacionaram seus veículos nestes espaços.

Quem usa a bicicleta como meio de transporte na capital ou até mesmo para a prática de atividade física acaba enfrentando dificuldades por causa dessa conduta errada de motoristas em Teresina. Além de as ciclovias e ciclofaixas não serem suficientes, nos locais onde elas existem, os ciclistas ainda precisam disputar espaço com os carros.

O ciclista Felipe Bastos disse que vivencia diariamente essa falta de respeito com quem usa esse veículo.“Sempre tem um carro estacionado nas ciclovias da cidade. Quando eu vejo, sempre reclamo, mas não tem jeito.

Além de os trechos de ciclofaixas ainda serem insuficientes, nós ainda precisamos nos arriscar onde eles existem, dividindo espaço com os carros”, reclamou. Em um giro rápido pela cidade é possível comprovar, facilmente, a reclamação de Felipe.

Os locais onde isso acontece com bastante frequência são a Avenida Marechal Castelo Branco, nas proximidades da Assembleia Legislativa do Piauí, e a Avenida Freitas Neto, no Mocambinho, na zona Norte a capital, dentre outros.

Nestes locais isso acontece principalmente a noite, quando as pessoas param para caminhar no calçadão e estacionam seus veículos nas ciclofaixas.

Os bares e demais estabelecimentos localizados à margem dessas duas avenidas também contribui para a prática desse estacionamento irregular.

O juiz Francisco Ferreira, que mora nas proximidades da Avenida Marechal Castelo Branco e caminha no local, conta que vê com bastante frequência veículos estacionados nestes espaços.

Ele disse ainda que a fiscalização insuficiente para a quantidade de infrações naquela região. “É muito comum as pessoas estacionarem seus carros na ciclovia da Avenida Marechal e vejo pouco os fiscais da Strans para organizar essa situação. Nem acho que eles deveriam vir para multar, mas para orientar os condutores e organizar esses espaços”, pontuou.

O diretor de Operação e Fiscalização da Strans, coronel Jaime Oliveira, afirma que diariamente, no turno da manhã e da noite, é feita fiscalização nos locais onde há ciclofaixas.

Aqueles que desrespeitam são multados. “Nós sempre fazemos um trabalho educativo quando uma ciclovia ou ciclofaixa é feita em algum ponto da cidade, durante cerca de uma semana, mas depois passamos a fazer um trabalho de de fiscalização e punição dos infratores”, explicou.

Clique e curta o Portal Meio Norte no Facebook

 

Fonte: Pollyana Carvalho