36% dos jovens usam drogas pela 1° vez por curiosidade

Com o propósito de focar na prevenção às drogas, foi lançado ontem (11) o projeto Juventude Conectada, no auditório do Centro Pastoral Paulo VI

Um estudo realizado pela Secretaria Municipal da Juventude aponta que 36% dos jovens chegam a experimentar drogas por curiosidade, segundo pesquisa realizada pela SEMJUV. Ainda, 34% experimentam drogas por influência de amigos e 22% por terem problemas com a família.

Com o propósito de focar na prevenção às drogas, foi lançado ontem (11) o projeto Juventude Conectada, no auditório do Centro Pastoral Paulo VI. A iniciativa é uma proposta da SEMJUV com parceria do Instituto Comradio. ?Essa conexão que pretendemos nesta ação não é só com as redes sociais, mas com a humanidade?, diz Jessé Barbosa, coordenador do Instituto Comradio.

A iniciativa é voltada para jovens entre 15 e 20 anos de bairros periféricos da cidade e também para aqueles que estudam em escolas públicas e/ou apresentam algum tipo de vulnerabilidade a problemas sociais, como forma de prevenir a aproximação de jovens a drogas.

?O interessante dos projetos da SEMJUV é que são iniciativas idealizadas por jovens e para jovens, e já podemos observar que os selecionados pelo projeto já passaram por um grande aprendizado?, diz Allan Cronemberger, secretário da SEMJUV.

Durante o lançamento também foi possível traçar um perfil do jovem teresinense quanto ao uso de redes sociais. Na pesquisa apresentada, realizada com uma amostra de 72 jovens de escolas públicas do Estado, mais da metade dos jovens se conecta na internet por meio de telefones celulares.

Por dia, 44% desta amostra passam em média de 1 a 3 horas conectados por dia. A maioria tem preferência pelo Facebook, rede social na qual será feita a gincana interativa dos jovens (segunda etapa do projeto), visando a disseminação de informações e trabalhos realizados por jovens selecionados. Para conferir a pesquisa completa, acesse www.comradio.com.br/juventude.

Fonte: Nadja Uchôa