43,6% dos homens de Teresina consomem carne com excesso de gordura

43,6% dos homens de Teresina consomem carne com excesso de gordura

43,6% dos homens de Teresina consomem carne com excesso de gordura

No Brasil, 15,7% dos brasileiros consomem a quantidade recomendada de frutas e hortaliças ? quase três vezes mais do que em 2006. Se há três anos apenas 5,6% dos adultos consumiam a quantidade de frutas e hortaliças recomendada pela Organização Mundial da Saúde (OMS), que é de cinco porções em cinco dias ou mais da semana, hoje há motivos para comemorar.

Essa melhora na alimentação do brasileiro não abrange o teresinense.

Pelo contrário, 32% dos teresinenses consomem carne com excesso de gordura. A pesquisa mostra que 43,6% dos homens de Teresina consomem carnes gordurosas, mesmo costume de 22,5% das mulheres.

17,8% dos teresinenses consomem leite com alto teor de gordura. 18,2% têm esse costume, o mesmo de 63,3% das mulheres.

Percentual de adultos que consomem cinco ou mais porções diárias de frutas e hortaliças, no mínimo cinco dias por semana, segundo recomendado pela OMS (Organização Mundial de Saúde) em Teresina é baixo: 11,2% de seus habitantes. 8,9% entre os homens e 13,1% entre as mulheres.

24,8% dos teresisenses consomem frutas cinco ou mais dias por semana. Esse costume é de apenas 20,9% dos homens e 27,9% entre as mulheres.

A dona de casa Maria Leide, de 31 anos, mora na Vila Urbano Eulálio, na zona Leste de Teresina, disse ontem que a alimentação de sua família formada pela filha Débora Bruna dos Santos, de oito anos, e de Deyvison Bruno, de 13 anos, é basicamente arroz, feijão e algumas vezes frango e carne.

?É o que dá para comprar com meu salário de R$ 250 como diarista, não dá para comprar verduras e frutas?, falou Maria Leide, que antes recebia R$ 102 do Programa Bolsa Família e agora só recebe R$ 40. ?Não sei porque diminuíram o dinheiro que recebia do Bolsa Família?, falou Leide.

Fonte: Efrém Ribeiro, Jornal Meio Norte / meionorte.com