7 pessoas morrem e 94 ficam feridas em naufrágio no rio Amazonas

Trabalho de resgate continua em busca de mais vítimas.

O número de mortos num naufrágio ocorrido no rio Amazonas, no interior do Pará, chegou a sete, segundo informações da Polícia Militar. No total, 94 pessoas sobreviveram. Há a possibilidade -ainda não confirmada- de haver pessoas presas nos camarotes do barco, segundo o tenente Claudio de Souza Silva, subcomandante da PM que acompanha os trabalhos no local.

"Estamos estudando se os corpos serão enviados por helicóptero até Santarém. As buscas continuam porque existe a hipótese de que o barco estivesse superlotado." Ao G1 o major Augusto Lima, chefe da assessoria de comunicação do Corpo de Bombeiros Militar do Pará, informou que equipes de mergulhadores e com lanchas realizam buscas no local. Um helicóptero também foi deslocado para ajudar na localização de possíveis vítimas.

O acidente

O barco motor, chamado Almirante Barroso, com capacidade para cerca de cem pessoas, fazia o trajeto Monte Dourado, Almeirim, Prainha e Monte Alegre, com destino final em Santarém (PA). O acidente aconteceu quando a embarcação seguia de Prainha para Monte Algre, numa localidade conhecida como Farol do Peregrino.

É investigada a hipótese de o barco ter batido num banco de areia. Segundo os bombeiros, a comunicação do acidente às autoridades foi feita pelo proprietário do barco, que estava em Santarém, às 2h25 desta terça. O dono teria recebido as informações por telefone de um tripulante, que contou que o acidente ocorrera por volta das 22h. Segundo o major Lima, ainda não há dados sobre se a embarcação estava em situação irregular ou não.

Fonte: g1, www.g1.com.br