7ª Procissão das Sanfonas reúne gerações de músicos em Teresina

O que mais chama atenção é o interesse que as crianças têm

A Procissão das Sanfonas já virou tradição. Em sua sétima edição, o evento conseguiu reunir mais de 50 músicos piauienses. Percorrendo as ruas do centro de Teresina, os sanfoneiros atraíram os populares por onde passaram. Na ocasião, as canções de Luiz Gonzaga foram relembradas. A procissão foi encerrada em frente ao Museu do Piauí.

O ponto de partida da Colônia Gonzaguiana aconteceu em frente à Igreja das Dores, situada na Praça Saraiva, onde os sanfoneiros percorreram o calçadão da Simplício Mendes até o Museu do Piauí. Sem nem pensar no cansaço, os artistas de todas as gerações foram guiados pelas mesmas paixões: a sanfona e o legado de Luiz Gonzada.

De acordo com Vagner Ribeiro, coordenador da Procissão das Sanfonas, o evento é uma oportunidade de aproximar a musicalidade da sanfona com a população. "É um incentivo não só para os sanfoneiros, mas para a população ter contato com essa musicalidade.

O que mais chama atenção é o interesse que as crianças têm. As que estão acompanhadas dos pais observam sempre com muita atenção as sanfonas. Isso ajuda a ampliar a nossa cultura e a fazer valer a diversidade de estilos musicais", destaca.

Para Wilson Seraine, organizador da Procissão das Sanfonas, o número de sanfoneiros foi reduzido em relação a anos anteriores, pelo fato de o evento não ter condições de arcar com passagens de todos os artistas.

"Não tem nenhuma referência ao poder público, organizamos tudo por iniciativa própria. Por isso não temos recursos para arcar com as despesas de passagens dos sanfoneiros.

Em edições anteriores nós chegamos a ajudar, mas não temos como fazer isso agora. Tem alguns sanfoneiros que moram no interior e não têm como vir. Mas para mantermos viva a tradição, iremos sair mesmo assim, com um número menor", pontua.

A Procissão das Sanfonas é realizada todo mês de agosto, momento que marca a morte de Luiz Gonzaga, ocorrida em 2 de agosto de 1989. Este ano, os Gonzaguianos também celebram o centenário de Humberto Teixeira, que foi o principal parceiro de composições musicais de Luiz Gonzaga, como na letra de "Asa Branca", e ainda do Mestre Camarão, que morreu na manhã do dia 21 de abril de 2015, aos 74 anos.

Além da Procissão das Sanfonas, a Colônia Gonzaguiana no Piauí pretende promover a missa de Santa Luzia, no dia 13 de dezembro, e comemorar a data de nascimento de Luiz Gonzaga.

Fonte: Pollyana Carvalho e Márcia Gabriele