8 mil cartas ainda não foram adotadas pela campanha "Papai Noel dos Correios"

8 mil cartas ainda não foram adotadas pela campanha "Papai Noel dos Correios"

Desde o começo de novembro, a campanha “Papai Noel dos Correios” de 2014, já recebeu mais de 13 mil cartas, dentre essas, cerca de cinco mil foram adotadas, mas ainda faltam outras 8 mil para serem apadrinhadas. Os presentes serão entregues para as crianças no dia 18 de dezembro, portanto, quem quiser presenteá-las devem escolher a cartinha e deixar o presente na Agência Central dos Correios, no centro de Teresina, além dos shoppings da capital.


Muitas das cartas são pedidos de material escolar, cestas básicas e até livros infantis, pois os pais não têm condição de comprar. Um desses pedidos especiais marcaram a vida do Papai Noel dos Correios de Teresina, Gilvan Cardoso. “Uma criança pediu apenas um abraço e isso me emocionou. Outra, pediu um violão, pois o sonho dela era ser musicista, e no ano seguinte nos mandou uma foto da escola de música a qual começou a estudar”, conta emocionado.

Gilvan é o Papai Noel dos Correios há mais de 23 anos e já fazia esse tipo de trabalho em outras comunidades. Ele explica por quê sente prazer no seu trabalho. “A magia do Natal estava em falta, principalmente para a população mais carente, pois estava restrito apenas às pessoas de maior poder aquisitivo”, afirma. E é o desejo de poder ajudar e realizar o sonho de uma criança, e às vezes até da família, que motiva a funcionária pública Elisabete Ribeiro, que há três anos adota cartinhas. “Acho importante, pois as crianças pedem com tanto amor. E esse ano adotei três cartas, tanto para mim quanto para minha filha”, explica.

A campanha existe há 25 anos e recebe cartas de diversos lugares do Piauí, mas antes da oficialização por parte da instituição, a entrega dos presentes era feita de outra forma. É o que diz a coordenadora da campanha, Raiane Lobão. “Eram os próprios funcionários que adotavam as cartas, e cada ano aumentava, assim os Correios abraçou a causa”. Ela ainda explica como devem ser feitas as doações. “Basta a pessoa ir aos Correios ou nos pontos dos shoppings de Teresina até o dia 18 de dezembro para entregar seu presente”.

Além da entrega dos presentes, a campanha também estimula o lado pedagógico, desenvolvendo a leitura e escrita das crianças. Ferramenta importante para todos os meios, é usada pelas crianças ao enviar suas cartas. Muitas delas preferem praticar sua escrita para que o Papai Noel acredite serem elas ao enviar. Além do que, muitas crianças aprendem a enviar cartas endereçadas, já que antes um dos maiores problemas de chegada das mesmas era o endereço correto.

Curta o Portal Meio Norte nas redes sociais

 

Fonte: Virgínia Santos e Daniely Viana - Jornal MN