Acesso a hospitais será controlado pela Strans; veja

Acesso a hospitais será controlado pela Strans; veja

O acesso ao Hospital da PM, Maternidade Evangelina Rosa será controlado pela Strans.

Como o jornal Meio Norte já havia adiantado, os motoristas que costumam passar pela região das Avenidas Barão de Castelo Branco e Higino Cunha terão que mudar, a partir deste sábado, o caminho que utilizam habitualmente, a fim de desviar da área da obra da construção do viaduto previsto para o local.

Já foram divulgadas as rotas alternativas que os motoristas poderão tomar, mas ainda pairam dúvidas no que diz respeito ao acesso a localidades importantes na região.

Próximas à área da reforma, estão os prédios da Maternidade Dona Evangelina Rosa (MDER), do Centro Integrado de Reabilitação (CEIR) e do Hospital da Polícia Militar (HPM).

O próprio diretor da MDER, Francisco Martins, afirmou ao jornal Meio Norte, um dia antes da interdição, que não dispunha de mais informações sobre como o acesso à maternidade seria feito. ?Não recebemos nenhum comunicado sobre esse assunto?.

No entanto, a Strans esclarece que, apesar dos bloqueios, os acessos a esses locais estarão funcionando de maneira controlada, com a presença de agentes de trânsito que autorizarão a entrada de veículos que precisarem dirigir-se à MDER, ao HPM ou ao CEIR.

Durante todo o dia de ontem, operários trabalharam no reforço da sinalização das vias alternativas, reforçando a pintura de faixas centrais, laterais e de pedestres, sobretudo na avenida São Raimundo, que será utilizada pela maioria dos veículos.

De forma geral, agentes de trânsito irão ajudar no desvio das rotas do ônibus e dos carros. Várias vias públicas que ficam no entorno da obra servirão de rotas alternativas para os condutores, como por exemplo, as ruas Padre Nonato e João da Cruz Monteiro, que dão acesso a partir da Higino Cunha, à Avenida São Raimundo, que passa atrás da Maternidade Dona Evangelina Rosa e do Quartel da Polícia Militar. Por conta do aumento do fluxo de veículos na Avenida São Raimundo foi realizado o recapeamento asfáltico na via.

Duas vias foram abertas parta viabilizar a circulação de veículos na área. Uma delas passa por trás do Makro Atacadista e nas proximidades do Residencial Alô, Theresina, e alcança a Avenida Marechal Castelo Branco, a outra é uma via lateral que vai ligar a Marechal a Rua Jaicós.

O novo viaduto oferecerá quatro pistas para o tráfego de veículos, além das alças de conversão livre à direita. Por dia passam por aquele cruzamento cerca de 40 mil veículos, o que provoca longos engarrafamentos nos horários de pico.

Fonte: Dowglas Lima