Acidente com moto é o primeiro motivo de entrada no HUT

No primeiro trimestre foram 3 mil atendimentos

No primeiro trimestre deste ano o setor de estatística do Hospital de Urgência de Teresina (HUT) registrou 2.712 atendimentos apenas de vítimas de acidentes envolvendo motocicletas. Dentre esses atendimentos 2.086 são homens e 704 mulheres, sendo que quase 60% tem idade entre 21 e 40 anos.

Esses dados, de acordo com Dr. Gilberto Albuquerque, diretor geral do HUT, continuam alarmantes e já podem ser considerados um problema de saúde pública. “Os motociclistas precisam ser mais prudentes no trânsito e utilizar corretamente os Equipamentos de Proteção Individual (EPIs). Os acidentes estão cada vez mais graves e deixando a maioria das vítimas com sequelas permanentes. São pessoas economicamente ativas que passam a comprometer a renda de toda a família”, explica o diretor.

A cada seis atendimentos que o HUT realiza um é de acidente por motocicleta. Isso representa quase 16% de todo atendimento. Seguido por Mal Súbito com 13,6% e Dor Abdominal com 8,5%. Por mês o HUT realiza uma média de seis mil atendimentos e 1.200 cirurgias.

Hospital de Urgência de Teresina (Crédito: Reprodução)
Hospital de Urgência de Teresina (Crédito: Reprodução)


Referencia em Traumatologia e Ortopedia

Habilitado pelo Ministério da Saúde como Unidade de Assistência de Alta Complexidade em Traumatologia e Ortopedia de urgência e emergência o HUT realiza por mês uma média de 700 cirurgias ortopédicas, representando mais de 50% do total de cirurgias. Só este ano já foram feitas 2.153.

Segundo o Dr. Osvaldo Mendes, gerente médico da Clínica Ortopédica, os acidentes com moto são responsáveis por mais de 90% das fraturas mais graves atendidas no HUT.

 “Esses acidentes provocam lesões geralmente muito graves e das mais variadas possíveis no sistema muscular esquelético e neurológico, pois são produzidas por traumas de grande energia por conta da alta velocidade. Além das sequelas esses pacientes perdem parte de membros ou todo o membro causando grandes traumas às vítimas”, destaca Dr. Osvaldo.

No total geral o HUT já atendeu este ano 3.275 pessoas vítimas de acidentes de trânsito. Em 2015 foram 13.764 atendimentos. Os acidentes com moto representam mais 80% desse total.

Educação no Trânsito

Para reduzir os índices de acidentes de trânsito envolvendo, especialmente, os motociclistas a Superintendência Municipal de Transportes e Trânsito (Strans) realiza ações tanto na área de fiscalização como na educação de trânsito. Ao intensificar o trabalho de fiscalização os condutores estão sendo punidos por estarem desrespeitando o Código de Trânsito Brasileiro (CTB) e ainda colocando em risco a sua vida e das outras pessoas.

Segundo o Diretor de Operação e Fiscalização da Strans, Jaime Oliveira, as ações de fiscalização são feitas diariamente nos três turnos e tem como objetivo principal punir os condutores que estejam desrespeitando o código e ainda que estejam com condutas indevidas no trânsito. “Estamos nas ruas para notificar as pessoas que estejam desrespeitando as regras. Verificamos especialmente, os itens de segurança, pois somente assim muitos acidentes poderão ser evitados e vidas salvas”, enfatizou.

Fonte: Portal Meio Norte