Adolescente de 17 anos se diz arrependida por retalhar rosto de colega com lâmina em escola

Adolescente de 17 anos se diz arrependida por retalhar rosto de colega com lâmina em escola

A agressora contou que deixou de ir à escola por vergonha pelo ato que cometeu

A jovem de 17 anos que usou uma lâmina para fazer cortes no rosto de uma colega de escola de 15 anos em Campos dos Goytacazes, no norte do Estado do Rio, disse à reportagem da Record que está arrependida. A agressora contou que deixou de ir ao colégio por vergonha.

? Eu nem sabia da gravidade [dos machucados], estou muito arrependida, de verdade. Quando eu vi a marca, o corte, fiquei muito arrependida, de coração mesmo.

A adolescente afirmou que partiu para cima da colega porque não aguentava mais ser alvo de deboches e provocações. A moça confirmou a versão da vítima de que a amizade entre elas terminou após um comentário no Facebook.

De acordo com a menina que teve o rosto retalhado, as duas costumavam andar juntas e trocavam confidências, mas, há três meses, a agressora parou de falar com ela e com os amigos repentinamente, sem nenhum motivo aparente.

? Há uns três meses ela parou de falar e com nossos amigos do nada e nunca mais voltou a falar com a gente.

A confusão aconteceu na segunda-feira (11), após a jovem de 15 anos ter curtido um comentário na rede social que dizia ?com tanta gente falsa no mundo, o raio tem que cair logo na árvore?.

? Eu curti o comentário e no dia seguinte começou toda a confusão. Não tinha professor dentro de sala. Só tinha eu, a agressora e mais duas meninas. Uma delas me socorreu e ficou comigo o tempo todo, porque não tinha ninguém da direção na escola.

A jovem diz que chorou muito quando viu as marcas no rosto, mas foi tranquilizada pelo médico quando chegou ao hospital.

? Eu chorei muito quando eu coloquei a mão no rosto e vi que estava cortado. Fiquei muito preocupada. Mas no hospital o médico disse que os pontos ficaram muito finos e não vou ficar com cicatriz.

Adélio Arruda, pai da vítima, disse que perdoou a agressora da filha, mas que diz acreditar que a jovem queria matar sua filha.

? Eu acho que não tem porque não perdoar. Mas eu discordo da decisão da delegada que disse que é uma lesão corporal grave. Pra mim foi uma tentativa de homicídio, porque uma pessoa que quer apenas ferir, não levaria uma lâmina, não faria o que ela fez. O ferimento já diz. A única que me incomoda hoje é ela ter feito o que fez e não ter sido punida de nenhuma forma.

Assista ao vídeo:

Fonte: r7