Adolescente morre com um tiro no peito durante brincadeira com amigo

O amigo de Nayan, que mora no local, pegou um revólver calibre 38 na gaveta do escritório do pai

Nayan Bertón, de 14 anos, morreu após ser baleado por um disparo acidental durante uma brincadeira com outros dois amigos, da mesma idade. O acidente aconteceu em uma casa do Condomínio Floresta, em Vargem Grande, Zona Oeste do Rio, onde Nayan havia combinado de fazer um trabalho da escola.

O amigo de Nayan, que mora no local, pegou um revólver calibre 38 na gaveta do escritório do pai, um ex-militar do Exército, e mostrou aos amigos. Nesse momento, houve um disparo acidental, que atingiu Nayan no peito. Os outros dois adolescentes pediram ajuda a uma vizinha, que entrou em contato com os pais da vítima.

Segundo Mário Márcio Francisco de Souza, cunhado de Nayan, o adolescente teria sorrido para a mãe antes de morrer, a caminho do Hospital Municipal Lourenço Jorge.

O caso foi registrado na 16ª DP (Barra da Tijuca), onde o delegado Alexandre Magalhães informou que o pai do amigo de Nayan, dono do revólver, foi preso por porte ilegal de arma e vai responder por omissão de cautela de arma. Em depoimento registrado no boletim de ocorrência, o ex-militar afirmou que acreditava que o filho não sabia da existência do revólver.

Além do revólver, uma carabina, também encontrada na casa, foi apreendida. O caso do adolescente que disparou a arma será encaminhado para 2ª Vara da Infância e da Juventude

No facebook, amigos de Nayan se manifestaram e publicaram fotos e mensagens de luto.

Fonte: Extra