Como manter um escritório jurídico saudável financeiramente

Como manter um escritório jurídico saudável financeiramente

Dicas importantes sobre como manter as finanças do escritório

Como todo negócio para dar certo precisa ser bem administrado financeiramente, com o setor jurídico não pode ser diferente. Para manter um escritório jurídico com a saúde financeira adequada se fazem necessários bons conhecimentos e treinamentos. Algumas dicas são essenciais para quem deseja ter seu próprio escritório.

Um bom exemplo é ter um software de controle de gestão. Existem boas opções no mercado, alguns até mesmo com versões gratuitas até certo limite de uso e podem ser avaliados por um período até decidir definitivamente pela utilização.

Entender conceitos de fluxo de caixa, sistemas de análises de entrada e saída de rendimentos, além de controle de pessoal. Esses conhecimentos são extremamente necessários para um bom gestor de escritório de advocacia.

Separamos algumas dicas também essenciais para fazer essa boa gestão. Confira:

Fazer um bom controle de despesas e gastos

Para conseguir estabelecer um controle financeiro de um escritório é necessário saber o quanto de dinheiro está entrando e o quanto de dinheiro está saindo. Assim é possível saber se ao final do mês você ficará no vermelho ou não e onde estão sendo gastos todos os seus recursos.

Manter o planejamento do escritório sempre atualizado

Esse planejamento estratégico envolve desde o controle de gastos, criação de reservas para urgências, até o posicionamento de mercado do escritório. É com esse planejamento que irá direcionar os seus investimentos e força de trabalho.

Utilizar um bom software de gestão

A tecnologia é grande aliada de qualquer escritório. Criar planilhas de controle de caixa e documentos de acompanhamento da sua rotina financeira pode ser complicado — além de dificultar o acesso das pessoas a esses dados. Um software de gestão permite que acesse uma interface integrada que oferece diversos recursos, como relatórios de fluxo de caixa e demonstrativo de resultados. As informações podem ser compartilhadas facilmente e ainda garantir uma visão mais ampla do escritório.

Planejar e adotar a utilização de um pró-labore

Um escritório de advocacia costuma ter vários sócios. Quando se tem esse cenário, as pessoas tendem a fazer retiradas quando precisam de dinheiro. Essa prática pode desequilibrar as finanças, pois uma retirada pode desfalcar os recursos destinados a um custeio ou investimento — o que atrapalha o planejamento e controle financeiro. Por isso é aconselhável que se estabeleça um pró-labore, que é um salário para os sócios que atuam no escritório.

Tenha uma boa reserva e fundo de caixa

Uma crise econômica pode afastar os seus clientes ou algum outro fator externo pode contribuir para a diminuição de trabalho. Ninguém está a salvo de um cenário desses. E com menos pessoas recorrendo aos seus serviços, menos dinheiro entra no escritório. Porém, ainda há contas a serem pagas. Contar com um fundo de caixa para emergências é de grande importância para os negócios, pois é ele quem ajudará a custear a sua empresa nos momentos de crise e dificuldades.

Fonte: JurisCorrespondente