Advogado do PI sofre acidente no interior da BA

No momento do acidente Jeferson Moura estava em companhia de Isabel das Graças Paracampos Neta

O advogado Jeferson Moura Costa, acusado de assassinar o cabo do exercito, Arione de Moura Lima, de 23 anos, se encontra em estado grave após sofre grave acidente na ultima sexta-feira (04) no km 142 da BR-110, próximo ao município de Cícero Dantas, a 302 km de Salvador.

No momento do acidente Jeferson Moura estava em companhia de Isabel das Graças Paracampos Neta, estudante do curso de Computação, na Uespi de Picos. O advogado conduzia um Chevrolet Agile, placa PFL-9689, de Serra Talhada (PE), quando colidiu com uma ambulância da cidade de Canudos (placa NTV-8656). Conforme informações da Policia Rodoviária da região o acidente foi provocado por conta de uma ultrapassagem indevida.

O acidente fez três vitimas fatais, o motorista da ambulância, Edvaldo Cardoso Nascimento, e o paciente José Jorge Gonçalves dos Santos morreram na hora. A acompanhante Rita de Cássia Maciel Santos chegou a ser levada ao hospital de Ribeira do Pombal, mas morreu antes de receber atendimento.

Os dois ocupantes do Agile, Jefferson Moura Costa e Isabel das Graças Paracampos Neta, também foram levados ao hospital da cidade de Ribeira do Pombal, onde continuam internados em estado grave.

Jeferson Moura

O advogado Jeferson Moura Costa ficou conhecido em toda a região de Picos após se envolver no assassinato do cabo do exercito, Arione de Moura Lima, de 23 anos. O advogado foi detido após se entregar a policia sendo acusado de cometer o assassinato, que foi registrado na noite do dia 25 de abril de 2010.

O caso gerou revolta e comoção entre os cidadãos picoenses principalmente por conta da forma com que o crime foi cometido, de maneira fria e calculada.

O advogado Jefferson Moura Costa teve o pedido de habeas corpus atendido pela justiça no dia 13 de julho de 2010, após passar pouco mais de um mês preso.

Fonte: cidadesnanet.com