Aeronáutica confirma só 16 corpos

A fragata francesa tem capacidade limitada para armazenar corpos

A Aeronáutica e a Marinha retificaram a informação divulgada no domingo (7), de que 17 corpos de vítimas do acidente com o voo 447 foram localizados. Segundo nota divulgada nesta segunda-feira (8), até esta manhã, 16 corpos foram resgatados.



Segundo capitão de fragatas Giucemar Tabosa, assessor de comunicação da Marinha, a diferença nos números foi notada durante a transferência dos corpos recolhidos da fragata francesa Ventose para uma embarcação brasileira. Ele disse, durante entrevista no Recife, que a fragata francesa tem capacidade limitada para armazenar corpos e, por isso, a equipe de buscas considerou que a transferência seria mais apropriada.

A fragata brasileira chamada Constituição, que armazena todos os corpos recolhidos, deve chegar a Fernando de Noronha na terça-feira (9).



As equipes de busca não vão mais falar sobre o sexo dos corpos resgatados, de acordo com o tenente-coronel Henry Munhoz, assessor de comunicação da Aeronáutica. Esses dados só devem ser divulgados após os exames do Instituto Médico Legal, no Recife.

Tabosa não confirmou a informação recebida pelos familiares das vítimas, de que mais dois corpos foram encontrados. "Os outros corpos que teriam sido avistados, nós ainda não tivemos confirmação disso. Podem ter sido avistados pelas aeronaves, mas não foram confirmados pelos navios", disse ele.

Os militares informaram que há uma área de instabilidade na região onde ocorreram as buscas, que deixa o mar agitado e pode prejudicar a velocidade dos navios. Mas eles ressaltam que os trabalhos seguem normalmente. No total, participam da operação 14 aeronaves e seis embarcações.

Leia a nota divulgada pela Aeronáutica e pela Marinha, na íntegra:

"O Comando da Marinha e o Comando da Aeronáutica retificam a informação transmitida na noite de ontem. Até o presente momento, efetivamente 16 corpos foram resgatados na área de buscas, e não 17 como foi anunciado. A Fragata Ventose, da Marinha Francesa, recolheu sete e não oito corpos como foi informado anteriormente à Coordenação das Buscas.

A Fragata Constituição deverá chegar às proximidades do Arquipélago de Fernando de Noronha na manhã desta terça-feira, 9 de junho, transportando todos os 16 corpos já resgatados.

Os sete corpos que estavam na Fragata Ventose, da Marinha Francesa, foram transferidos para o Navio Brasileiro, sem comprometer significativamente a estimativa de chegada. Uma vez em Fernando de Noronha, estes corpos receberão o tratamento pericial inicial para serem transportados de avião até Recife (PE).

As ações de busca e resgate continuam, ininterruptas, e concentradas nos pontos onde foram localizados os corpos. Paralelamente a essas ações, a aeronave R-99 permanece realizando varreduras eletrônicas no intuito de identificar outros focos de destroços.

As condições meteorológicas não atrapalham as operações de busca e resgate neste momento, porém, existem áreas de instabilidade próximas ao Arquipélago de Fernando de Noronha.

Atualmente a Operação conta com 14 aeronaves, sendo 12 da Força Aérea Brasileira e duas da França. O Navio-Patrulha Guaíba está substituindo o Navio-Patrulha Grajaú, que retorna para Natal (RN). Dessa forma, os meios navais continuam compostos por cinco navios da Marinha do Brasil e uma Fragata da Marinha da França."

Fonte: g1, www.g1.com.br