Aeronave com duas pessoas cai a 200 metros da areia no mar do Leblon, na zona Sul do Rio

O copiloto deixou a praia sem falar com a imprensa. Não há informações sobre a causa do acidente.

Um avião caiu no mar do Leblon, na Zona Sul do Rio, por volta das 9h30 desta sexta-feira (10). A informação foi confirmada pelo Corpo de Bombeiros. A queda ocorreu a 200 metros da areia, em frente ao posto 12.

O piloto, identificado como Gabriel Carvalho Belchior, 31 anos, e o copiloto, Luiz Felipe de Mattos Saback, 56, não se feriram. Por volta das 10h17, eles estavam no posto de salvamento prestando depoimento. O copiloto deixou a praia sem falar com a imprensa. Não há informações sobre a causa do acidente.

Segundo o Grupamento de Busca e Salvamento, um helicóptero seguiu para o local. Ainda de acordo com a corporação, o avião estava sendo rebocado por volta das 9h50 por pescadores que estavam no mar, em uma traineira, no momento do acidente. Eles fizeram o primeiro resgate do piloto e copiloto. Depois, bombeiros chegaram ao local.

Segundo bombeiros que estiveram no local, Belchior e Saback relataram que a aeronave, um avião particular, partiu do Aeroporto de Jacarepaguá para um passeio. Quando chegou na altura do Leblon, o piloto sentiu o motor falhar. Ele ia tentar o retorno para o aeroporto, mas quando viu que não seria possível, fez um pouso forçado, tocando a cauda da aeronave na água, num primeiro momento, para amortecer a queda.

O barraqueiro Mucha Dattoli, conhecido como Baiano, contou que foi o primeiro a ver a queda do monomotor. Segundo ele, o avião veio das Ilhas Cagarras em direção à praia, voando muito baixo.

"Deu pra ver qu eles tinham problemas porque o avião estava muito baixo. Parecia até que vinham tomar uma água de coco na barraca. Aí, baixaram na água muito suave. Tinha pouca gente na praia e ninguém viu. [A queda] foi muito de leve. Gritei pelos bombeiros, mas já tinha um barco de pescadores tirando os dois da água. Foi tudo muito rápido coisa de dois minutos. Nunca vi disso na minha vida. O bom é que eles saíram bem", disse o barraqueiro.

Depois de exame médico no posto dos bombeiros, piloto e copiloto foram para a 14ª DP (Leblon) para mais esclarecimentos.



Fonte: G1