Agente penitenciário mata cadela com tiro dentro de presídio

De acordo com testemunhas, o acusado, Edson dos Santos Oliveira, estava alterado e atirou sem motivo aparente contra o animal

Um agente penitenciário disparou um tiro e matou uma cadela rotweiller, na manhã desta quinta-feira, dentro do Complexo Penitencíario Campinas-Hortolândia, em Hortolândia (SP). O animal era mantido na área externa do local há cerca de seis meses por agentes que trabalham no complexo e tinha acesso à área interna do Centro de Detenção Provisória (CDP).

De acordo com testemunhas, o acusado, Edson dos Santos Oliveira, estava alterado e atirou sem motivo aparente contra o animal. O caso ocorreu assim que Oliveira deixava o turno da madrugada, por volta das 6h30.

Os agentes da portaria, que presenciaram a ação, chegaram a dar voz de prisão, mas Oliveira não obedeceu e deixou o local. A Secretaria da Administração Penitenciária do Estado informou que pode instaurar um Procedimento de Apuração Preliminar através da Corregedoria Administrativa do Sistema Penitenciário, por considerar o fato passível de punição. Oliveira pode ainda ser transferido para trabalhar em outra unidade prisional.

O caso foi registrado pelo 1º Distrito Policial de Hortolândia. Segundo os policiais, o agente penitenciário tem porte de arma, mas a principio será enquadrado por disparo de arma de fogo e crueldade contra animal. Ele será convocado a prestar esclarecimento.

Fonte: Terra