Esquema funerário no HUT é alvo de denúncias na capital

Esquema funerário no HUT é alvo de denúncias na capital

De acordo com as acusações, após a morte de alguém é feita a indicação e a venda de caixões em troca de comissões de funerárias.

Um técnico de necropsia do Hospital de Urgência de Teresina(HUT) estaria liderando um esquema funerário dentro da própria instituição, a denúncia foi feita nesta terça-feira, 17, por um grupo de agentes funerários à Rede Meio Norte.

De acordo com as acusações, após a morte de alguém é feita a indicação e a venda de caixões em troca de comissões de funerárias. O medo de retaliação impediu a identificação dos agentes envolvidos na denúncia.

A gente não está conseguindo desenvolver esse serviço porque um rapaz do hospital é quem está fazendo. Ele é pago pela Saúde para uma coisa e está fazendo esse serviço que é a nossa função?, denuncia um dos agentes.

Existente há quase dois anos, o esquema deixa de beneficiar a quem não faz parte do rol das indicações; além de perder espaço no mercado o profissional acaba demitido.

A direção do HUT já foi informada sobre a situação de irregularidade, que, publicamente, evita mencionar o nome do técnico e das empresas beneficiadas. A relação dessas empresas já está sob a posse de uma comissão do hospital.

?Ele(o técnico) é uma pessoa que se utiliza de um cargo público para se beneficiar no setor privado e ainda vem humilhar a gente. E ele ainda diz que nem o prefeito tira ele porque ele é concursado?, denuncia outro agente?.

O HUT não quis conceder entrevista ao programa Agora, da Rede Meio Norte, mas se pronunciou sobre o assunto dizendo que há três meses existe uma investigação para saber veracidade dos fatos.

Fonte: Denison Duarte