Incêndio obriga avião a pousar em ilha

Incêndio obriga Airbus a fazer pouso forçado em ilha do Pacífico

Um incêndio na cabine de comando fez com que uma aeronave Airbus fosse obrigada a fazer um pouso forçado na ilha de Guam, no Oceano Pacífico, nas primeiras horas desta quinta-feira (horário local).

O Airbus A330, da empresa australiana Jetstar, fazia um voo entre o Japão e a Austrália com 203 pessoas a bordo, quando uma das janelas da cabine pegou fogo.

Os pilotos teriam conseguido apagar o fogo antes de pousar no Aeroporto Internacional de Guam. De acordo com a empresa, nenhum dos ocupantes do avião ficou ferido no incidente.

O avião é do mesmo modelo da aeronave da Air France que sofreu um acidente no último dia 31 de maio, enquanto seguia do Rio de Janeiro para Paris. Ao todo, 228 pessoas estavam a bordo do avião, que caiu no Oceano Atlântico. Nenhum sobrevivente foi encontrado.

Investigações

O avião de Jetstar viajava há quatro horas em direção a Gold Coast, na Austrália, quando o incêndio teve início.

"Começou a aparecer fumaça na cabine de comando e um de nossos pilotos teve que usar um extintor", afirmou à rede de TV australiana ABC News o porta-voz da Jetstar, Simon Westaway.

"Nós fizemos um desvio de emergência para o Aeroporto Internacional de Guam, onde a aeronave pousou sem incidentes".

De acordo com o porta-voz, o avião permanecerá em Guam até que as causas do incidente sejam apuradas.

Segundo informações, a maioria dos passageiros era de nacionalidade japonesa.

Fonte: g1, www.g1.com.br