Alemanha quer ampliar intercâmbio estudantil com Brasil

Atualmente, estão em vigor 230 convênios de colaboração entre universidades brasileiras e alemãs

O governo da Alemanha pretende intensificar o intercâmbio de estudantes de graduação e pós-graduação do país com o Brasil. O anúncio foi feito nesta terça-feira (13/4), pela ministra da Educação e Pesquisa da Alemanha, Annette Schavan, em conferência no Centro de Convenções da Unicamp (Universidade Estadual de Campinas).

As ações de cooperação ? que envolvem a definição de um programa de intercâmbio ? estão previstas dentro das comemorações do Ano Brasil-Alemanha da Ciência, Tecnologia e Inovação. De acordo com a Unicamp, a ministra destacou que a Alemanha considera o Brasil um parceiro estratégico na América Latina para a formulação de soluções e propostas inovadoras que possam contribuir para que o mundo avance em direção ao desenvolvimento sustentável.

Atualmente, estão em vigor 230 convênios de colaboração entre universidades brasileiras e alemãs. Em contrapartida, existem cerca de 1,2 mil empresas alemãs no Brasil, grande parte delas (cerca de 800) no Estado de São Paulo. A Unicamp mantém atualmente 11 convênios de cooperação com universidades e institutos de pesquisa da Alemanha.

Fonte: UOL