Ameaçada por aluna, professora dá nota 10 para turma e é demitida

Ela alega que tomou atitude por medo; estudante foi reprovada

A professora de direito Bárbara Cruvinel foi demitida da Pontifícia Universidade Católica de Goiás (PUC-GO) após dar nota dez para uma turma inteira. A história começou depois que uma aluna foi reprovada na disciplina de Direito Civil e, conforme a docente, a ameaçou. Com medo e alegando não ter o respaldo da instituição, ela mudou a nota de todos os alunos. Na última sexta-feira (26), ela foi desligada.

Image title

Em nota, a assessoria de imprensa da PUC-GO informou que a demissão da professora ocorreu por problemas "didáticos - pedagógicos, apresentados pela mesma". O comunicado pondera ainda que, por ética, a instituição manterá "reserva dos detalhes".

Bárbara leciona há oito anos. ela revela que uma estudante ficou insatisfeita com a reprovação e resolveu reclamar em tom agressivo. "Ela me falava que queria outra nota, ou outra prova, ou rever a média e que ela iria resolver naquele dia e naquela hora sob pena de doer a mim e ou aos meus filhos", afirma.

Um aluno, que prefere não se identificar, presenciou a discussão e conta o que viu. "[A aluna] levantou, apontou para a professora, falou que isso não ficaria daquele jeito e saiu da sala", afirma.

Em uma postagem nas redes sociais, a professora diz que procurou a faculdade para reclamar da conduta da universitária. Porém, salienta que não obteve nenhuma resposta e, por receito, mudou a nota de todos, inclusive da estudante reprovada.

Bárbara comenta que o caso gerou uma grande repercussão dentro da PUC-GO, a ponto de culminar com sua demissão. Ela pontua que não foi explicado o motivo de sua saída. "Eles me falaram que não tina razão pela minha demissão", destaca.



Fonte: Com informações do G1