Corpo de Chorão, do Charlie Brown Jr. é velado em Santos com presença de famosos e fãs; fotos!

Corpo de Chorão, do Charlie Brown Jr. é velado em Santos com presença de famosos e fãs; fotos!

Velório do cantor da banda Charlie Brown Jr., a pedido da família, foi aberto ao público após duas horas

Na noite desta quarta-feira, 6, famosos como Di Ferrero, da banda NX Zero, o ator Alexandre Frota e Champignon, baixista do Charlie Brown Jr., velaram o corpo de Chorão na Arena Santos, em Santos, São Paulo. Após duas horas, a família de Chorão liberou a presença do público na cerimônia. "Muito triste com a morte do grande parceiro", escreveu Alexandre Frota em sua página no Twitter direto do velório.

Aos 42 anos, Chorão, vocalista da banda Charlie Brown Jr., foi encontrado morto na manhã desta quarta-feira, 6, em seu apartamento em Pinheiros, São Paulo. A equipe de perícia do Departamento de Homicídios e Proteção à Pessoa (DHPP) esteve no local para investigar a causa da morte do cantor. O corpo foi encaminhado por volta das 8h desta manhã para o Instituto Médico Legal localizado no centro de São Paulo.

A família de Chorão está indo de Santos para São Paulo. O cantor tem ainda um filho de 19 anos de seu primeiro casamento.

Cantor estava de férias e próximo show seria no fim de março

Alexandre Magno Abrão, conhecido como Chorão, estava há 15 à frente do Charlie Brown Jr. O grupo lançou em 2012 o disco "Música Popular Caiçara", que marcou o retorno do baixista Champignon e do guitarrista Marcão, completando a formação ao lado do guitarrista Thiago Castanho e do baterista Bruno Graveto.


Amigos velam corpo de Chorão em Santos; família abre as portas a fãs

Amigos velam corpo de Chorão em Santos; família abre as portas a fãs

Amigos velam corpo de Chorão em Santos; família abre as portas a fãs

Amigos velam corpo de Chorão em Santos; família abre as portas a fãs

Amigos velam corpo de Chorão em Santos; família abre as portas a fãs

Amigos velam corpo de Chorão em Santos; família abre as portas a fãs

Amigos velam corpo de Chorão em Santos; família abre as portas a fãs

"Músicas eram como orações", diz fã de Chorão


Amigos velam corpo do vocalista Chorão em Santos; família abre as portas a fãs

Um fã clube do cantor Chorão, que foi encontrado morto na madrugada desta quarta-feira (6), esteve no velório do músico que é realizado na cidade de Santos. Os jovens acompanham a banda Charlie Brown Jr., do qual Chorão era vocalista, há 13 anos. Um dos fãs tem uma tatuagem com o rosto do artista.

Tadeu Lopes, um dos fãs que participou do velório, diz que o cenário músical teve uma grande perda e que as músicas da banda servem como orações. "Eu cresci ouvindo Charlie Brown, foi a trilha sonora da minha vida. As músicas eram como orações. Muitas pessoas falam que eu sou fanático, mas cada louco tem seu vício. Realmente só os loucos sabem. Esse momento é de refletir sobre a perda de um grande artista e uma grande pessoa. O cenário do rock está cada vez mais pobre", explica.

Outra fã que estava chorando ao sair do velório era Vanessa Oliveira. A jovem diz que os fãs consideram a banda como uma família. "A maioria dos fãs que estão aqui curte há 13 anos a banda. A gente era como uma família, quando nós não tínhamos dinheiro para entrar no show, ele nos colocava para dentro. Para gente acabou o mundo, é o fim de tudo", conta. Vanessa fala também que Chorão era uma grande pessoa. "Muita gente fala mal dele por aí, mas ninguém sabe a pessoa que ele é. Lógico que ele tem um gênio forte, ele é um ser humano normal, que nem a gente. Ele não deixava nenhum fã fora do show", completa.


Amigos velam corpo do vocalista Chorão em Santos; família abre as portas a fãs

Ao final da entrevista o grupo de fãs homenageou o cantor com uma salva de palmas. O velório começou depois das 22h, e inicialmente foi realizado somente para amigos e familiares. Por volta das 23h15, os fãs que aguardavam do lado de fora do ginásio Arena Santos puderam entrar. O corpo do cantor chegou ao local as 21h50.

Morte

Chorão foi encontrado morto em seu apartamento na Rua Morás, em Pinheiros, na Zona Oeste de São Paulo, na madrugada desta quarta-feira (6). Ele tinha 42 anos. Chorão foi encontrado desacordado pelo seu motorista, que acionou o Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu). A unidade de resgate constatou que ele já estava morto. A Polícia Militar disse ter recebido um chamado às 5h18 para "verificação de morte natural em um apartamento". Chorão morava no oitavo andar do edifício.

O delegado Itagiba Vieira, do Departamento de Homicídios e Proteção à Pessoa (DHPP), investiga o caso. "Aparentemente não foi homicídio. O IML é que vai dar a causa da morte. Aparentemente ou foi por uso de medicamento ou outra substância", disse. Segundo ele, o apartamento estava muito danificado. Itagiba acredita que os danos tenham sido feitos pelo próprio cantor, já que o corpo foi encontrado com um dedo machucado e havia marcas de sangue no local.









Fonte: Globo.com