Analista que mora em hotel afirma ter "melhor emprego do mundo"

Analista que mora em hotel afirma ter "melhor emprego do mundo"

“Morar aqui em um hotel é maravilhoso. Não preciso arrumar cama. Comida, café da manhã, até a cerveja está incluso" disse Missumi.

Missumi é um ?hóspede-embaixador?. Ele mora em um dos hotéis do complexo e trabalha como analista de mídias sociais. Ele é responsável por divulgar na web as novidades do local. ?Morar aqui em um hotel é maravilhoso. Não preciso arrumar cama. Comida, café da manhã, até a cerveja está incluso. É o melhor emprego do Brasil porque aqui tenho qualidade de vida?, afirma.

O austriano Southall recebeu um salário anual de 150 mil dólares australianos e acomodação em uma mansão de luxo na Ilha Hamilton, no Estado de Queensland. Já Missumi, quando venceu o concurso, assinou contrato com carteira assinada e um salário de R$ 3 mil, mais plano de saúde e o trio ?casa, comida e roupa lavada?. Ele passa o dia divulgando os eventos do resort nas redes sociais, faz contato com os hóspedes e nas horas vagas usufrui das atividades. ?Morar aqui em um hotel é maravilhoso. Não preciso arrumar cama. Comida, café da manhã, até a cerveja está incluso.?

O jovem conta que abusou da comida no início, chegando a ganhar 6 kg. ?Agora corro, faço academia e aulas de tênis?, diz. Formado em rádio e TV, Missumi tinha uma produtora de vídeo e trabalhava em São Paulo.

Morava com os pais no Butantã, Zona Oeste da capital paulista, e vivia enfrentando o trânsito caótico da metrópole. ?Troquei o inferno pelo paraíso?, brinca.

Quando era criança, Missumi era escoteiro e ficava responsável por fotografar e filmar as viagens do grupo. A paixão pelos vídeos e pelo turismo o levou ao ?melhor emprego?. ?Quando saiu o concurso meus amigos me indicaram dizendo que tinha tudo a ver comigo.?

O trabalho é dinâmico, muito ligado aos eventos do resort, que conta com cinco hotéis, cinco pousadas e 1.540 quartos. Missumi levanta às 7h, faz atividades na praia ou joga tênis, e vai para um café da manhã reforçado. Ainda pela manhã, vai para o computador responder aos e-mails e contatos no Twitter, Facebook e no blog do projeto. Responde às mais diferentes dúvidas de quem quer se hospedar no complexo, desde a voltagem da tomada até o hotel mais indicado para o tipo de família.

Ele também grava vídeos sobre o que está acontecendo na Costa do Sauípe. Com o dinheiro do salário, ele passou a investir no seu equipamento. Missumi fazia pós-graduação em mídias digitais, em São Paulo, e quer se especializar como analista de redes sociais. ?Não existe gente especializada nisso, e as pessoas e empresas estão descobrindo o poder dessa ferramenta.?

Se o australiano Bem Southall partiu para novas expedições pelo mundo a partir do seu ?melhor emprego?, Missumi ainda não pensa em abandonar a sua ?boa vida?. ?Às vezes dá saudades de comer no McDonald?s e do agito de São Paulo, e de vez em quando vou lá visitar a família ou participar de alguma reunião de trabalho?, diz. ?Mas não tem como enjoar daqui.?

Fonte: G1