Antonino Freire completa 106 contribuindo com a educação do PI

A data será marcada por uma semana de comemorações.

O Centro de Formação Antonino Freire completa nesta esta semana, 106 anos de contribuição à história na educação piauiense. A data será marcada por uma semana de comemorações que terá como ápice a inauguração de um memorial na terça-feira (17),  seguida de homenagem a ex-diretores, palestras e mesa-redonda sobre a história da Educação piauiense.

O prédio que abriga o Centro de Formação Antonino Freire foi inaugurado em 1973 tendo como papel abrigar a antiga Escola Normal, que funcionou de 1925 a 1972 no atual prédio da prefeitura municipal, Palácio da Cidade, depois recebeu a denominação de Instituto Superior de Educação e hoje funciona como Centro de Formação dos Profissionais da Educação da rede pública estadual.

De acordo com a direção do Antonino Freire, a proposta é que além dos cursos técnicos de biblioteca e secretariado oferecidos, a instituição funcione como uma espécie de Escola de Governo voltada para a qualificação dos profissionais da educação da rede pública. Dentro dessa nova proposta o Centro tem como uma de suas bases principais a formação continuada de professores.

Com esse propósito de aperfeiçoar o trabalho dos professores da rede pública, o Centro recentemente firmou uma parceria com a UFPI onde será oferecida capacitação para os professores de língua inglesa da rede pública estadual no segundo semestre desse ano. “Inicialmente será feita uma pesquisa para detectar as principais necessidades desses professores”, explica a diretora geral Gildete Milu.

Seguindo essa meta de trabalhar a formação continuada dos professores, a instituição realizou ano passado cursos voltados para a formação continuada e atualização profissional dos professores de matemática, português, geografia e educação física, além do I Simpósio da Educação Piauiense, contemplando pesquisadores e estudiosos de todas as áreas.

A história da instituição antes conhecida como Escola Normal Antonino Freire se confunde com a inserção da mulher no mercado de trabalho. A escola contribuiu com a formação de milhares de professores no antigo curso Pedagógico, a exemplo de personalidades que hoje se destacam como por exemplo a delegada Vilma Alves, a professora da UFPI do Curso de Serviço Social, Rosângela Sousa e a mestre em educação e professora da UFPI, Norma Patrícia, que escreveu um livro sobre a história da educação piauiense.  

 Centro de Formação Antonino Freire (Crédito: Reprodução)
Centro de Formação Antonino Freire (Crédito: Reprodução)


Fonte: Com informações do Portal do Governo