Anvisa faz retirada do mercado lote de ketchup contaminado por pele de rato

Resolução que proíbe a distribuição e a comercialização em todo o País do lote 2k04 do Tomato Ketchup da marca Heinz.



A Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) publicou no Diário Oficial da União desta terça-feira, 20, uma resolução que proíbe a distribuição e a comercialização em todo o País do lote 2k04 do Tomato Ketchup da marca Heinz.

A justificativa é a de que o produto apresenta "fragmentos de pelo de roedor". A Anvisa confirmou na semana passada a denúncia da presença de pelos de rato no produto. Em nota, a Heinz Brasil afirmou que o lote não está mais em circulação.

Segundo a empresa, todos os produtos trazidos para o País são produzidos de acordo com as normas sanitárias de seus países de origem, bem como normas internacionais.

O caso foi denunciado há seis meses pela Associação de Consumidores Proteste. Após testes, um lote do produto foi retirado do mercado pela Vigilância Sanitária em São Paulo.Outro lote do produto, o 2K04, com vencimento em janeiro de 2014, adquirido no Carrefour Taboão, de São Bernardo do Campo, também estava contaminado.

Em fevereiro, a Anvisa considerou que as análises foram feitas por laboratório não oficial. Novos testes foram feitos pelo Instituto Adolfo Lutz, de Santo André.

O lote a ser recolhido por determinação da Anvisa tem prazo de validade de janeiro de 2014 e foi fabricado pela Delimex de México e importado pela Coniexpress, localizada em Nerópolis (GO).

A decisão da Anvisa acompanha a medida anunciada na semana passada pela Vigilância Sanitária do Estado de São Paulo, que determinou a interdição do lote pelo mesmo motivo.

Fonte: msn