Jovem ganha prêmio de R$ 2 mil por semana até o fim de sua vida

Jovem ganha prêmio de R$ 2 mil por semana até o fim de sua vida

Robert Salo disse ter gastado apenas US$ 2 (R$ 4) em bilhete de loteria

Apenas dias depois de ter concluído o segundo grau nos EUA, um estudante teve a surpresa que mudaria toda sua vida. Robert Salo acertou os números de uma loteria cujo prêmio é US$ 1 mil (cerca de R$ 2 mil) por semana pelo resto da vida.

Em entrevista à emissora ABC News, o estudante disse que não conseguiu dormir a primeira noite que soube que tinha ganhado na loteria. ?Fiquei acordado a noite inteira, andando pela casa. Não conseguia comer, beber, estava muito feliz?, disse.

Segundo a emissora, Robert também continua no seu emprego. Ele teve apenas alguns minutos para dar entrevista enquanto trabalhava. Morador do Brooklyn, em Nova York, ele contou que não costumava comprar bilhetes de loterias, mas dessa vez sentiu que seria diferente.

?Algo me atraiu àquela loteria. Eu estava no lugar certo, na hora certa?, contou o estudante, que afirmou ter gastado apenas US$ 2 (cerca de R$ 4) num bilhete no dia 14 de maio em uma loja de conveniência em Coney Island.

Esta semana, Robert recebeu um cheque de US$ 1 milhão da mesma loja ?o primeiro de muitos que ainda deve receber. O prêmio garante a ele uma pagamento mínimo de US$ 1 milhão pelos próximos 20 anos e um cheque anual de US$ 52 mil por ano pelo resto da vida.

Aos 18 anos, o adolescente é a pessoa mais jovem a ganhar o prêmio. Ele pode receber mais de US$ 3 milhões se viver até os 80.

O estudante disse que usará o dinheiro para pagar a universidade e ajudá-lo na carreira de engenheiro elétrico. No entanto, já está de olho no primeiro presente que quer dar a si mesmo. ?Uma BMW, claro, tenho que dar uma volta numa?, comemora.

O prêmio veio num bom momento também para a mãe de Robert, que contou ao jornal New York Daily News que ainda não sabia como poderia pagar pela universidade do filho. ?Eu tinha dito que se tivesse que trabalhar em dois empregos, trabalharia para que ele fosse para a universidade que quisesse?, disse.

Fonte: G1