Aos 49, morre humorista Márcio Ribeiro, do programa "X-Tudo"

Aos 49, morre humorista Márcio Ribeiro, do programa "X-Tudo"

O artista ficou conhecido por atuar por cinco anos no programa "X-Tudo", da TV Cultura

Aos 49 anos, o humorista Márcio Ribeiro morreu na manhã desta quarta-feira devido a complicações cardíacas. O ator estava internado no hospital HRAN, em Brasília. Na cidade, ele participava do Projeto Setebelos Convida, da Cia de Comédia Setebelos, que confirmou a morte de Márcio ao Flashland.

O artista ficou conhecido por atuar por cinco anos no programa "X-Tudo", da TV Cultura. Ele também participou de novelas como "A Favorita", da Globo, e "Brasileiros e Brasileiras", do SBT. Márcio fundou o Clube da Comédia e o grupo Comédia ao Vivo.

O ator tinha acabado de estrear a peça "Comédia Popular Brasileira", no último dia 25, no Teatro Folha, em São Paulo.

Uma nota de falecimento também foi postada no site oficial do humorista. "Tenho o pesar de informar que o Márcio Ribeiro faleceu hoje devido a complicações cardíacas. Quem reza, rezem por ele. Que não reza, torça para ele ter uma pós vida muito melhor do que teve em vida", diz o comunicado.

Confira abaixo alguns trabalhos de Márcio Ribeiro:

Televisão:

TV Cultura

Trabalhou por 10 anos na emissora, no programa "Revistinha", "Rá Tim Bum" (primeira versão) e "X -Tudo"

SBT

Atuou na novela "Brasileiros e Brasileiras", no programa "Sem Controle" e protagonizou o "Câmera Café"

Bandeirantes

Trabalhou na "Escolinha Muito Louca", como o personagem Hugo Taxista

Globo

Atuou em "Sandy & Junior", escreveu quadros para o "Domingão do Faustão", no qual participou como ator do elenco fixo do quadro "Retratos de Domingo", fez o professor Homero em "Malhação" e recentemente estava no ar em "Caras de Pau", com o personagem Broncoli

Cinema:

"Alô", direção de Mara Mourão

"Os Ursos", direção de Kátia Lund

"Um dia... e Depois o Outro", direção Nando Olival e Renato Rossi

"Domésticas", direção de Fernando Meireles e Nando Olival

"Romeu e Julieta", direção de Bruno Barreto

Teatro:

"Vestido de Noiva", de Nelson Rodrigues, direção de Márcio Aurélio

"Teledeum", direção de Cacá Rosset

"Meu Nome É Pablo Neruda", direção de Gianfrancesco Guarnieri

"Corte Fatal", direção de Noemi Marinho

"Família Muda-se", direção Odilon Wagner

Fonte: Terra