Aplicativo vai ajudar no combate ao Aedes aegypti em Teresina

A população poderá denuciar focos de mosquitos

O prefeito Firmino Filho assinou, no salão nobre da Prefeitura de Teresina, contratos de parceria com a plataforma Colab, rede social de colaboração e cidadania. O objetivo é aprimorar o serviço, que já tem sido usado para estimular a participação dos teresinenses com denúncias de problemas na capital, em especial no que diz respeito aos focos do mosquito Aedes aegypti, transmissor da zika, dengue e chikungunya.

Em Teresina, o Colab já é usado desde o ano passado. O trabalho de combate ao mosquito foi intensificado desde dezembro, por meio da criação da categoria “Foco da dengue”, onde é possível realizar o monitoramento de potenciais criadouros através das denúncias recebidas pela rede social.

A partir da assinatura deste contrato, a Prefeitura de Teresina terá acesso a mais recursos, que permitirão uma gestão mais eficiente das demandas dos usuários, como também contrata seus consultores para prestar serviço de consultoria especial à FMS, por três meses, relacionado com a inteligência para o combate ao vetor. Será feito o cadastramento, treinamento de equipes de comunicação e agentes de saúde, comunicação à população, relatórios de inteligência específicos diários e outros recursos.

Gustavo Maia, criador do Colab, destacou a importância da participação dos usuários no combate ao mosquito, colaborando com o poder público. “Com o Colab, queremos mostrar que a responsabilidade para fazer uma cidade melhor é de todos”, diz ele.

Para o prefeito Firmino Filho, o Aedes aegypti e o zika vírus são os desafios da saúde pública para 2016, especialmente por sua relação com o surto de microcefalia registrado recentemente em território nacional. “Em Teresina, já foram notificados 48 casos de microcefalia, enquanto no Brasil inteiro já são mais de três mil casos. O jogo mudou, e devemos usar todos os tipos de instrumentos contemporâneos pensando principalmente no futuro de nossos filhos e netos”, afirmou o prefeito. 

O aplicativo está disponível para Android e iOS e nasceu como uma rede social onde a comunidade pode apontar a existência de problemas estruturais em um local. No Monitor Colab.re, a Ouvidoria da Prefeitura de Teresina tem acesso a uma lista de fiscalizações e propostas dos usuários, acompanhadas de foto, endereço físico e link na rede social para cada problema relatado, além de visualizar comentários e curtidas de outros seguidores, bem como o número de protocolo gerado a partir de cada solicitação.

Fonte: Com informações da Prefeitura de Teresina