Após 65 anos casados, idosos morrem de mãos dadas em hospital do Rio Grande do Sul

Uma senhora que fazia quimioterapia morreu 40 minutos depois que seu marido, que sofria de leucemia, não resistiu à doença

No interior do Rio Grande do Sul, uma história de amor teve início em 1948 e se completou de uma forma impressionante, que causou emoção a várias pessoas que presenciaram o fato no Hospital São Lucas da PUC-RS, em Porto Alegre. Uma senhora, no último dia 03, morreu 40 minutos após o seu marido falecer. Ele sofria de leucemia e não resistiu à doença. o fato chamou a atenção de muitos,  pois eles morreram de mãos dadas. As informações são do portal Express.

"Depois que ele morreu, minha tia sussurrou no ouvido da minha avó que meu avô havia falecido em paz", disse Max. Ele disse que seus avós, que passaram a maior parte de suas vidas na cidade de Passo Fundo, foram românticos até o último momento.

Desde que casaram, Italvino servia o café da manhã para sua esposa todos os dias. Além disso, cultivava os legumes favoritos dela em uma horta. Olivia sempre foi carinhosa com o marido e costumava acompanhá-lo a todo o lugar em que ele ia.

Clique aqui e curta a página do meionorte.com no Facebook

Fonte: Terra