Após 7 meses no cargo, presidente da GM do Brasil pede demissão

Após 7 meses no cargo, presidente da GM do Brasil pede demissão

Os sete meses à frente das operações da GM do Brasil foram intensos para a americana Denise Johnson

Os sete meses à frente das operações da GM do Brasil foram intensos para a americana Denise Johnson, a primeira mulher a assumir uma montadora no País. Neste período, a montadora anunciou 2010 como o melhor ano da história da GM no mercado nacional, realizou pelo menos seis lançamentos e ainda comunicou a retomada do projeto da fábrica em Joinville (SC).

No comunicado das comemorações dos 86 anos da empresa no Brasil, Denise fez questão de ressaltar os planos da empresa. ?Nosso plano de expansão no Brasil prevê investimentos de mais de R$ 5 bilhões, no período de 2008 a 2012, incluindo a renovação de toda a linha de veículos Chevrolet, expansão e modernização das atuais fábricas e a construção de uma nova fábrica de motores em Joinville (SC)?.

A renovação da linha estava prevista para ocorrer até 2012. Durante sua gestão, a executiva apresentou as novas versões do Prisma, Celta, S10, Montana e Omega, além do lançamento do Camaro.

Em relação ao resultado das vendas, a GM do Brasil encerrou o ano passado com 657,7 mil unidades comercializadas, alta de 10,4% sobre o total de 2009. A operação brasileira é a terceira maior da GM no mundo, atrás somente de China e Estados Unidos.

Fonte: IG