Após assembleia, médicos decidem suspender paralisação

A suspensão deve durar uma semana.

Os médicos que estavam em greve desde 5 de março optaram por acabar a paralisação e retornar ao trabalho já nesta quarta-feira (14). Os médicos tomaram a decisão em uma assembleia na noite de ontem, que contou com representante do Sindicato dos Médicos do Piauí, do Ministério Público e das controladorias do Estado e da União.

A suspensão do movimento deve durar uma semana, já que na próxima terça-feira (20) a categoria volta a se reunir para avaliar o avanço das negociações. Os médicos, no entanto, ameaçam voltar com a paralisação se as reivindicações não foram atendidas.

Justiça determina volta de médicos para o HUT

O juiz Otton Mário José Lustosa Torres, da Primeira Vara da Fazenda Pública, decretou ontem a ilegalidade da greve dos médicos lotados na Fundação Municipal de Saúde, da Prefeitura de Teresina. O magistrado determinou ainda o retorno imediato desses profissionais aos seus postos de trabalho. A decisão do juiz é decorrente de ação impetrada pela FMS, na última sexta-feira, 9, alegando que serviços essenciais de atenção à saúde não estavam sendo prestado à população de Teresina.



O Sindicato dos Médicos do Estado do Piauí (Simepi), em cumprimento à decisão, já convocou todos os médicos da Fundação Municipal de Saúde e os da Secretaria Estadual de Saúde do Piauí, cedidos ao município de Teresina e que atuam no Hospital de Urgência de Teresina (HUT), para que retornem às

suas atividades normais imediatamente.

Fonte: Portal Meionorte