Após colocar silicone nos seios, jovem fica em coma e paralítica

Após colocar silicone nos seios, jovem fica em coma e paralítica

A jovem já está em casa, mas ainda é incapaz de se mover por conta própria e só consegue dizer algumas palavras.

A jovem Linda Perez, 18 anos, entrou em coma após fazer uma cirurgia para aumentar o tamanho de seus seios. A cirurgia foi realizada em agosto do ano passado. A jovem já está em casa, mas ainda é incapaz de se mover por conta própria e só consegue dizer algumas palavras.

De acordo com a publicação, ela tem de estar sob constante supervisão, pois seu peso caiu bruscamente devido a sequelas da cirurgia, chegando a ficar esquelética. Os médicos temem que Linda possa nunca mais se recuperar, mas a mãe ainda está otimista, já que ela não se alimenta mais através da sonda.


Após colocar silicone nos seios, jovem fica em coma e paralítica

Mariela Diaz, mãe de Linda, tenta se manter otimista.

? Ainda tenho esperanças, porque ela está viva e em casa, mas Linda anda muito deprimida e chora constantemente ao ver que não consegue nem mexer as próprias pernas.

Por enquanto, não há uma explicação médica exata para o que aconteceu com Linda.

Ainda segundo o Daily Mail, ninguém contou ao filho de Linda sobre a doença da sua mãe. Os avós da criança querem recorrer ao tribunal para se tornarem os guardiões legais das crianças e da filha. Os pais da jovem também irão processar o médico que fez o implante.


Após colocar silicone nos seios, jovem fica em coma e paralítica

A cirurgia foi feita no The Coral Gables Cosmetic Center, e Linda pagou quase R$ 6.000 pela cirurgia, cerca de metade do preço normal do procedimento. Sua família foi informada de que seu coração parou durante a operação e ela chegou a ser dada como morta quando saiu da sala de cirurgia.

Linda sofreu os danos cerebrais uma hora após a cirurgia. O médico que realizou o procedimento está tentando ter acesso a antigos registros médicos, pois ele afirma que ela escondeu fatos importantes sobre a sua saúde. A jovem teria sofrido uma complicação da anestesia que lhe foi dada durante o nascimento de seu filho.

Linda não teria contado para o médico suas antigas complicações, porque a cirurgia poderia não ser feita. Ela disse ao médico que já possuiu um histórico de convulsões há oito anos, mas tinha parado de tomar os medicamentos, pois as crises haviam parado. Ela não tinha problemas pulmonares ou cardíacos, e também havia parado de fumar.

O médico Jacob Freiman, que realizou a cirurgia, tem ficha limpa e é um cirurgião plástico renomado, de acordo com o Departamento de Saúde da Flórida. Freiman está pedindo uma investigação sobre o histórico médico de Linda, pois, de acordo com ele, a jovem sabia que tinha sofrido complicações quando deu à luz.

Em relatório apresentado pelo centro médico, Freiman diz que se Linda tivesse contado a ele sobre o incidente anterior, ele teria feito a cirurgia de forma diferente.

? A anestesia foi aplicada na coluna, quando na verdade, Linda precisava ser entubada.

Fonte: r7