15 crianças tem de ser internadas em estado grave após tomar leite

15 crianças tem de ser internadas em estado grave após tomar leite

Casos de contaminação ocorreram em Florianópolis, Camboriú e Itajaí. Vigilância retirou lotes suspeitos; empresa não foi encontrada

Quinze crianças foram internadas sob suspeita de intoxicação por nitrito após ingestão de leite em Santa Catarina.

A Secretaria de Saúde emitiu um alerta neste sábado (22) e a Vigilância Sanitária retirou do mercado dois lotes suspeitos de terem provocado a intoxicação.

A suspeita ocorreu nesta semana após o adoecimento de oito crianças de três cidades. Elas apresentaram o mesmo sintoma: apresentavam a região peitoral arroxeada. A secretaria investiga a suspeita de que todas ficaram doentes devido à ingestão de leite da mesma marca.

Benjamim, de um ano e 10 meses, chegou na quinta-feira (20) desacordado ao Hospital Infantil de Florianópolis e foi internado às pressas. "Estava com as mãos roxas, vermelhas. A boca e os pés também", afirma Walter Britos, pai do menino. No mesmo dia, mais duas crianças chegaram com as mesmas características à unidade de saúde.

Segundo Roberto Souza Morais, diretor do hospital, o quadro é estranho e preocupante. "Eram crianças saudáveis previamente, e que, de súbito, apresentaram um quadro de ficarem arroxeadas perto da boca, nas extremidades, muito pálidas e com muita falta de ar. Eram casos graves realmente", diz.

Ao todo, oito casos semelhantes a esse - em bebês que têm entre dois meses e dois anos de idade - foram registrados nas cidades de Florianópolis, Balneário Camboriú e Itajaí em menos de 24 horas. Na noite de sexta-feira (21), foi confirmado o diagnóstico de metemoglobinemia - uma alteração no sangue que pode levar à morte e que, geralmente, é provocada pelo consumo de algum produto.

Até manhã deste sábado, duas crianças haviam recebido alta do Hospital Infantil de Florianópolis. Ainda na manhã deste sábado, a Secretaria de Estado de Saúde confirmou suspeita de outros sete casos nas cidades de Navegantes, Itajaí e Piçarras, totalizando 15 casos.

O laudo oficial sobre a causa dos sintomas deve sair na terça-feira (25). A Diretoria de Vigilância Epidemiológica (Dive) de Santa Catarina, no entanto, suspeita de que as crianças tenham se intoxicado com leite. "Na investigação epidemiológica desencadeada, encontrou-se como vínculo entre essas crianças a ingestão de leite. A partir deste momento, foi desencadeda uma série de medidas para a avaliação desses produtos", explica Fábio Gaudenzi, diretor do órgão.

Por precaução, os lotes de número 0687 e 0689 da marca Holandês foram retirados do mercado. A Dive recomenda que as pessoas que possuam tal leite em casa não o consumam. "A Diretoria encaminhou um alerta para a nossa rede de assitência, nossos hospitais,regionais de saúde e unidades que possuem atendimento infantil, para que se atente à presença de crianças com esses sinais e sintomas e que se institua imediatamente o tratamento", diz Gaudenzi.

Fonte: G1