Após morte de amigo com HIV, homem desenvolve camisinha com mais resistência

Após morte de amigo com HIV, homem desenvolve camisinha com mais resistência

Segundo Powell, o dispositivo de prevenção chamado Cap Galatic oferece a solução para três problemas muito comuns

Depois de seu amigo ter morrido em decorrência do HIV, o norte-americano Charles Powell desenvolveu um novo modelo de camisinha. Segundo ele, o preservativo é mais resistente, mais seguro e permite maior sensibilidade ao homem durante as relações sexuais. De acordo com o inventor, o método contraceptivo é composto por um adesivo de poliuretano em forma de ?U? que envolve o pênis. Há também uma espécie de tampa que é colocada na ponta do órgão masculino.

Segundo Powell, o dispositivo de prevenção chamado Cap Galatic oferece a solução para três problemas muito comuns que os homens têm: a falta de sensibilidade, problemas para retirar o preservativo da embalagem e para colocar.

― A parte superior do preservativo é mais grossa, por isso ele é mais seguro que uma camisinha normal.

Entretanto, segundo Jason Warriner, diretor-clínico da instituição de caridade de saúde sexual Terence Higgins Trust, o preservativo não oferece proteção contra DSTs (doenças sexualmente transmissíveis), como a herpes, que pode ser transmitida pelo contato direto da pele.

― Há também o risco de que o sêmen vaze por baixo da ?tampa? do dispositivo, o que deixaria dispositivo inútil.

A partir do domingo (1º), a empresa abrirá um fundo para investimentos com o objetivo de financiar o desenvolvimento e a aprovação do produto junto à FDA (Food Drugs and Administration).

Fonte: r7