Após problema com o cateter, Gianecchini está sendo preparado para quimioterapia

Após problema com o cateter, Gianecchini está sendo preparado para quimioterapia

Na manhã desta sexta, a ex-mulher de Gianecchini, a apresentadora Marília Gabriela

Ainda não há previsão para o início da quimioterapia do ator Reynaldo Gianecchini, 38, que está internado em São Paulo tratando um linfoma T Angioimunoblástico, de acordo com boletim médico divulgado no início desta tarde (19) pelo hospital Sírio Libanês,

O boletim diz que "na noite de anteontem (17) durante a passagem de cateter central, o paciente apresentou como intercorrência sangramento que foi prontamente tratado com as medidas necessárias". Segundo o boletim, Gianecchini agora está sendo preparado para iniciar a quimioterapia, que deveria ter começado nesta quinta-feira. No entanto, ainda não há previsão de quando o tratamento terá início.

Na manhã desta sexta, a ex-mulher de Gianecchini, a apresentadora Marília Gabriela, esteve no hospital. Ontem, ele recebeu a visita da atriz Cláudia Raia, que deu a informação do adiamento da quimioterapia.

"Tanto amor, tantos livros, tantas flores, tantas mensagens... Ele lê todas, todos os torpedos, todos os emails. É carinho do Brasil inteiro. O que eu peço é que vocês continuem mandando o amor de vocês porque ele realmente está com o coração cheio de amor", disse a atriz (assista no vídeo ao lado).

Entenda o linfoma

No linfoma de célula T, as células malignas têm características de linfócitos T, relacionados às defesas do organismo. De acordo com Juliana Pereira, chefe do setor de hematologia do Instituto do Câncer do Estado de São Paulo Octavio Frias de Oliveira, o linfoma do tipo T é menos comum e mais agressivo. "Os linfomas do tipo não-Hodgkin podem ser B ou T. O T é mais agressivo que o B, e usualmente o tratamento é mais difícil, porque ele evolui rápido e se apresenta de forma mais disseminada no corpo. O tratamento tem que ser mais intensivo. Geralmente 85% dos linfomas são B e 15% são T", explica.

Juliana conta que o tratamento costuma "envolver sessões frequentes de quimioterapia e, dependendo da resposta do corpo, o paciente pode precisar de um tipo de transplante que aproveita suas próprias células-tronco".

Gianecchini foi diagnosticado com câncer no dia 11 de agosto. Ele estava se recuperando de uma hérnia inguinal, que foi operada há cerca de um mês. O ator informou o público por meio de um comunicado da emissora Globo em que dizia: "Estou pronto para a luta e conto com o carinho e o amor de todos vocês".

Fonte: UOL