Após susto, estudante de BH muda os hábitos e perde 23 kg

Deyse chegou aos 95 kg no início de 2012 por "desleixo", como ela diz


Após susto com a balança, estudante de BH muda os hábitos e perde 23 kg

Após anos sem se pesar, a estudante Deyse Tatiane dos Santos, de Belo Horizonte, resolveu enfrentar a balança. O resultado foi um susto para a jovem, que descobriu que tinha 95 kg, peso que ganhou por ?desleixo?, como ela mesma define. ?Sempre fui acima do peso, mas nunca cheguei a tanto. Não percebi que estava engordando?, diz.

O susto a deixou bastante chateada. ?Comecei a chorar. Cheguei a achar que as pessoas me excluíam pelo fato de eu estar muito gorda, mas eu mesma me excluía?, avalia. Depois daquele dia, ela decidiu mudar e logo procurou um endocrinologista. ?Pensei que tinha engordado por causa de algum problema de saúde, mas o médico disse que ganhei peso porque comi muito mesmo?, conta.

Junto com os 95 kg, ela descobriu também que estava com o percentual de gordura corporal acima do normal, o que poderia levá-la a ter problemas com o colesterol. ?O endocrinologista disse que eu tinha que mudar meus hábitos alimentares?, lembra. E foi o que ela fez: junto com a nova dieta, ela começou uma rotina de caminhadas e exercícios e o resultado veio tempos depois ? 23 kg a menos naquela mesma balança que a assustou meses antes.

?Aprendi a comer e cortei muitas coisas. Não como mais doces, fast food, cerveja, frituras e gordura?, afirma Deyse.

A estudante, que mora sozinha em Belo Horizonte, sempre comeu em restaurantes e, antes de entrar na nova dieta, fazia pratos sempre com mais de 500 gramas. Depois, diminuiu para menos de 300 gramas, com opções muito mais saudáveis. ?Agora eu sei o que colocar no meu prato. Como pouca quantidade de muitas coisas?, diz.

Na academia, o esforço também foi grande. A mineira passou a fazer atividade física por pelo menos 4 horas por dia, de segunda a sexta. ?No começo, eu tinha preguiça. Pensava que tinha coisas mais importantes para fazer, que podia ficar em casa vendo a novela. Mas hoje eu vejo que a academia é uma obrigação, tão importante quanto comer e beber água, por exemplo?, avalia.

Hoje eu vejo que a academia é uma obrigação, tão importante quanto comer e beber água"

Deyse Tatiane dos Santos

Para Deyse, a maior dificuldade foi adaptar os novos hábitos à rotina. ?Ficava fora de casa o dia todo, então tinha que lembrar de comer a cada 3 horas. Hoje levo na bolsa um iogurte ou uma fruta para comer nos intervalos das refeições?, diz.

A estudante acredita que a força de vontade e a determinação são essenciais para quem quer perder peso. ?Tem que ter paciência, não é de um dia para o outro. Abri mão de muitas coisas que eu gostava e coloquei na minha cabeça que eu ia conseguir?, afirma.

Quase um ano depois, o percentual de gordura corporal da mineira se normalizou e ela diz que aprendeu a gostar mais de si mesma. ?Tinha o psicológico abalado não só por causa do excesso de peso, mas por causa da falta de amor próprio?, lembra. ?Hoje gosto mais de mim não apenas porque emagreci, mas pelas mudanças que fiz no meu interior. Passei a me amar mais por dentro e por fora e essa foi a maior lição?, conclui.


Após susto com a balança, estudante de BH muda os hábitos e perde 23 kg

Após susto com a balança, estudante de BH muda os hábitos e perde 23 kg

Fonte: G1