Jovem viaja 12.186 Km sozinho,e é impedido de voltar p casa

Adolescente saiu da Suécia para o Brasil para conhecer a namorada virtual.

Ao descobrir mentiras, quis voltar para casa, mas foi impedido em Salvador.

Um brasileiro de 17 anos foi surpreendido ao viajar da Suécia, local onde mora com a irmã, até o Brasil para conhecer uma garota pela qual se apaixonou pela internet. ?Ela me contou essas coisas assim que nasceu no mesmo dia que eu, que é de libra, que gosta das mesmas coisas que eu?, conta.

Para conhecer a namorada virtual, ele saiu da Suécia no último dia 18 de agosto, e chegou ao aeroporto de Guarulhos, em São Paulo, no dia seguinte. De lá pegou um ônibus para Ribeirão Preto e descobriu que a namorada tinha mentido. ?Eu descobri quando me encontrei com a família dela, ela me disse que não tinha família. Eles falaram que ela tem família, que ela tem 12 anos e que a mãe dela não sabia que ela estava fazendo isso?, relata.

Desiludido, o adolescente resolveu voltar para casa e na quinta-feira (25) pegou um voo para a Suécia com escala em Salvador. Quando chegou à capital baiana, o jovem já tinha percorrido 12.186 Km, mas não conseguiu seguir viagem. Como tem menos de 18 anos, para embarcar em um voo internacional, precisaria da autorização de um responsável.

Do aeroporto o adolescente foi levado para a sede do Juizado da Infância e da Juventude de Salvador. O juiz entrou em contato com o Ministério Público, que conseguiu falar com a família do rapaz através da embaixada da Suécia no Brasil.

saiba mais

Relação de amizade entre pato e cachorro surpreende povoado na BAPela internet a irmã do jovem diz que está arrependida de ter deixado ele viajar sozinho. ?Estou muito arrependida, porque assim como ele pode contar a história agora e nós podemos alertar outros jovens, eu podia ter só a notícia de uma tragédia?, observa a irmã.

?Eu posso dizer que houve um certo descuido da família, que permitiu esses contatos prolongados, fazendo com que na mente desse jovem fosse criada uma ilusão?, pontua Salomão Reseda, juiz da Infância e Juventude.

O jovem embarca de volta para a Suécia no próximo domingo. ?Se eu conhecer alguma outra garota ela vai ter que me mostrar tudo que ela tem, a idade certa, ou mesmo eu conheço uma garota por lá?, conclui o rapaz.

Fonte: AE/G1