Aprovado regulamento da 1ª conferência sobre controle social do Piauí

Aprovado regulamento da 1ª conferência sobre controle social do Piauí

A Consocial está sendo organizada pela CGE Piauí e vai acontecer em março do ano que vem

A Controladoria-Geral do Estado (CGE) promoveu uma reunião no auditório do órgão para aprovação do regimento interno da etapa estadual da 1ª Conferência Nacional sobre Transparência e Controle Social (Consocial). O evento acontece em março de 2012 e é uma preparação para a Consocial Nacional, que será realizada em Brasília, de 18 a 20 de maio do ano que vem. Participaram da reunião de hoje representante de vários órgãos estaduais e da sociedade civil, como Conselho de Contabilidade (CRC), Federação das Associações de Moradores e Conselhos Comunitários do Piauí (FAMCC), SEFAZ, SASC, SAÚDE, Sindicado dos Comerciários, Fiepi, SECÇÃO-OAB/PI, CNBB, entre outros. “A Controladoria-Geral da União, CGU, propôs esse evento e nós aqui do Piauí estamos tocando, juntamente com a CGE, o projeto adiante, com grande expectativa de que possamos levar propostas adequadas à nossa realidade”, disse o representante da CGU Piauí, Orlando Vieira Castro Júnior. O objetivo era a aprovação do regimento interno, que vai servir como base para a promoção das etapas municipais e estadual da Consocial. O evento, como explica o chefe da CGE, Antonio Filho, vai discutir e aprovar propostas que serão levadas à etapa nacional. De lá, sairá o Plano Nacional de Controle Social e Transparência. “Portanto, será um evento importantíssimo, quando principalmente a sociedade tem que participar. Será salutar trazer para próximo dos órgãos de controle essa ‘voz’ popular para a discussão dos gastos públicos. A partir daí, podem surgir novos mecanismos capazes de melhorar o controle social. O Sistema Único de Saúde, por exemplo, surgiu após uma conferência”, comentou o controlador do estado. Os representantes das entidades que participaram da reunião expuseram a satisfação de fazer parte da Conferência e reafirmaram a importância do fortalecimento do controle social. “As comunidades, os representantes de sindicatos e associações podem e devem participar. Temos todo o interesse de levar adiante propostas que façam com que todos possam acompanhar mais os gastos públicos e que denunciem mesmo. Por isso, nosso apoio a Consocial está reafirmado e queremos colocar a mão na massa”, disse, empolgada, a representante da FAMCC, Clara Aquino. A partir de agora, com o regimento aprovado, a CGE vai dar prosseguimento às atividades e à promoção das etapas regionais da conferência, que devem acontecer antes de março do ano que vem. “Ai teremos delegados para discutirmos os pontos que levaremos à Nacional, assim como elegeremos 38 representantes do Piauí para ir à Brasília apresentar essas propostas”, explicou a auditora governamental Cassandra Coelho e Silva, uma das organizadoras da Consocial Piauí.

Fonte: Ass