Areolino de Abreu oferece atendimento psiquiátrico para crianças e adolescentes

O atendimento já foi iniciado e funciona durante toda a semana, no turno da tarde, no próprio hospital

O Hospital Areolino de Abreu conta com mais um serviço de atendimento à população, o ambulatório de Psiquiatria de Infância e Adolescência. Este é o único serviço ambulatorial de psiquiatria do Estado direcionado especialmente para crianças e adolescentes. O atendimento já foi iniciado e funciona durante toda a semana, no turno da tarde, no próprio hospital.

Para o diretor do Areolino, Ralph Webster, esse é um grande avanço no que diz respeito à saúde mental no estado. "Inicialmente, o atendimento será realizado no turno da tarde, com quatro psiquiatras, sendo três médicos residentes em Psiquiatria da Universidade Federal do Piauí. Além disso, a nossa meta é trazer psicólogos e psicopedagogos para compor uma equipe de atenção integral a crianças e adolescentes”, frisou.


O paciente diagnosticado com algum tipo de transtorno mental poderá ser encaminhado para o ambulatório de psiquiatria através da central de marcação de consultas. “Os profissionais de saúde de todo o Estado que identificarem, em crianças e adolescentes, algum quadro de autismo, hiperatividade, transtorno de déficit de atenção e hiperatividade (TDAH), transtornos de humor e esquizofrenia, entre outros, poderão, pela central de marcação, encaminhá-las para o ambulatório para avaliação e acompanhamento especializado”, explicou.

A área de Psiquiatria Infantil é uma das mais carentes no Sistema Único de Saúde de todo o Brasil e, em vários Estados não há serviços especializados estruturados. Até mesmo a quantidade de Centros de Atenção Psicossocial Infantil (CAPSi) é insuficiente para atender a população brasileira, segundo a Associação Brasileira de Psiquiatria.

Estes CAPSi são dispositivos da Rede de Atenção Psicossocial destinados principalmente a pacientes que antes necessitariam de internações psiquiátricas em ambientes hospitalares e aqueles que necessitam de atenção contínua multiprofissional. No Piauí existem apenas dois serviços: em Teresina e Paulistana

Fonte: Assessoria