Assembleia aprova projeto de lei que oferecerá medicamentos gratuitos para diabéticos

O projeto visa atender aos mais de 200 mil diabéticos, sendo 16.280 somente em Teresina

CONFIRA A REPORTAGEM COMPLETA NA EDIÇÃO DESTA QUARTA-FEIRA (17) DO JORNAL MEIO NORTE

As pessoas com diabetes ganharam mais uma ferramenta aliada no combate à doença e suas complicações. A Assembleia Legislativa do Piauí aprovou um Projeto de Lei que garantirá a distribuição gratuita de medicamentos e materiais necessários à aplicação e ao monitoramento da glicemia capilar aos portadores de diabetes no Piauí.

O projeto visa atender aos mais de 200 mil diabéticos, sendo 16.280 somente em Teresina. O Projeto de Lei é de autoria do deputado estadual Luciano Nunes (PSDB) e, nele, fica tida como obrigação dos municípios manter distribuição regular dos medicamentos necessários para o tratamento dos portadores de diabetes bem como à monitoração da glicemia capilar, dentre os quais: insulinas (em canetas descartáveis, em refil, para uso em canetas reutilizáveis e em ampolas); canetas reutilizáveis para aplicação de insulina; seringas e agulhas descartáveis; tiras reagentes para teste de glicemia capilar; lancetadores e lancetas e antidiabéticos orais.

Fábio Machado, de 55 anos, diz que convive com a diabetes há aproximadamente 20 anos, quando sentiu-se mal e, durante uma bateria de exames foi diagnosticado como portador da diabetes: “Eu sentia umas dores muito fortes espalhadas pelo corpo. Fui hospitalizado e acabei descobrindo que estava com diabetes. A partir dali minha vida mudou completamente. Mas com o passar do tempo você vai se acostumando.”

Autor da lei, Luciano Nunes comenta os serviços que serão ofertados: “A distribuição gratuita de medicamentos e insumos necessários ao autocuidado, em especial para a monitoração da glicemia capilar, repercutirão na redução da necessidade de internações – bem mais caras – em decorrência da redução significativa de complicações.”

Repórter: Victor Costa

Clique e curta Portal Meio Norte no Facebook

Fonte: Victor Costa