Deformado por rojão, rapaz inicia o processo de reconstrução facial

Deformado por rojão, rapaz inicia o processo de reconstrução facial

Há dez meses, o rosto dele ficou deformado ao ser atingido por um fogo de artifício enquanto trabalhava em um show

O iluminador Samuel Rosa Rodrigues, de 20 anos, vai começar o processo de reconstrução facial a partir desta terça-feira (17), no Hospital das Clínicas da Universidade Federal de Goiás (UFG), em Goiânia. Há dez meses, o rosto dele ficou deformado ao ser atingido por um fogo de artifício enquanto trabalhava em um show em Caldas Novas, no sul goiano. Com muita expectativa, ele aguarda pelo procedimento: ?está todo mundo torcendo e isso é muito importante?.

Esta é a primeira vez que uma cirurgia desse tipo é feita em Goiás. Profissionais de São Paulo e da Suíça foram consultados sobre o caso. Com o acidente, Samuel perdeu o nariz, o palato superior, o maxilar e a visão do olho direito. Em consequência, ele possui dificuldade para comer, falar, respirar e enxergar, o que deve ser restabelecido com a operação.

A primeira cirurgia, nesta terça-feira, deve durar cerca de 12 horas. A equipe médica explicou que o processo de reconstrução do tecido muscular vai ser feito por transplante autológico, ou seja, uma parte do corpo do paciente será usada para repor o vazio no rosto. No caso, uma camada de pele, gordura e músculo será retirada da perna de Samuel e implantada na face, reconstruindo o palato e o nariz.

Nove médicos e dois cirurgiões-dentistas bucomaxilofacial vão participar do procedimento. No total, a equipe deve ser composta por 20 profissionais, sendo liderada pelo cirurgião plástico Carlos Gustavo Lemos Neves. "A primeira visão da cirurgia plástica nesta parte reconstrutora é a função, reestabelecer a função pra ele, seguida da estética, sempre em conjunto", afirmou Neves.

Samuel é paciente da unidade de saúde há seis meses. A mãe dele, a dona de casa Geni Rodrigues, sempre o acompanha. ?Para mim, é um momento muito emocionante. Eu não esperava ser tão rápido. Confio muito em Deus e vai dar tudo certo. Se ele tivesse de ir, ele tinha ido no momento do acidente, que foi uma fatalidade. Ele superou, foi guerreiro, e agora eu creio que ele vai vencer?, ressaltou a mulher.

A torcida pela recuperação de Samuel é compartilhada nas redes sociais. Ele conta que recebe apoio de pessoas de outros estados e até de outros países. ?Eu queria aproveitar essa oportunidade para agradecer a todos que se sensibilizaram com a história, que estão torcendo por mim, que estão orando e tendo fé?, declarou.

Tratamento

O tratamento de Samuel é longo. Conforme a recuperação dele, de três a seis meses após a cirurgia de reconstrução com tecido muscular, o iluminador deve passar pelo procedimento de reconstrução da parte óssea.

Na próxima cirurgia, cerca de 10 centímetros da fíbula de uma das pernas será extraída. Serrado em formato de ?C?, o osso vai ser implantado na parte superior do maxilar. Por fim, a equipe médica colocará os dentes.

Fonte: G1