Ato pede remédio de  R$ 7 mil para jovem com tumor no cérebro

Ato pede remédio de R$ 7 mil para jovem com tumor no cérebro

Estudante de biomedicina luta contra a doença há mais de quatro anos

Familiares de uma estudante de biomedicina, de 17 anos, fizeram uma manifestação em frente ao Ministério Público de Goiás (MP-GO), nesta segunda-feira (13), em Goiânia, solicitando a liberação do medicamento necessário para que ela continue o tratamento de quimioterapia contra um tumor no cérebro. O remédio custa quase R$ 7 mil e eles afirmam não ter condições financeiras de comprá-lo.

De acordo com a mãe dela, Izabel Lima Campelo, há mais de 30 dias a Secretaria Estadual de Saúde (SES) não libera o remédio. ?Já tem mais um mês que estamos esperando a liberação do medicamento. Por causa disso, ela já perdeu dois ciclos de tratamento que não poderiam ter passado?, lamenta.



Ela relata que a filha luta contra a doença há mais de 4 anos. A Jovem chegou a fazer a retirada do tumor, mas ele voltou a crescer e, por causa disso, ela está tendo comprometimentos na visão e na coordenação motora. Consequentemente, ela parou de ir às aulas.

O promotor de Justiça do MP-GO, Marcelo Celestino, informou que o processo para que a secretaria libere o remédio já foi feito e o secretário do órgão será notificado o mais rápido possível. ?Infelizmente esse é um procedimento que não deveria existir. Isso é muito constrangedor para a família e prejudica o tratamento do paciente. Garantir direito à vida não deveria ser através de procedimentos da Justiça. Porém, independente disso nós estamos fazendo nossa parte para agilizar a liberação dos medicamentos?, declarou.

Até inicio da noite desta segunda-feira (13), a assessoria de imprensa da SES tinha informado que o órgão ainda não foi intimado pela Justiça. O departamento afirmou que quando ocorrer esse procedimento a secretaria dará início ao processo de compra do medicamento.

Fonte: G1