Autoescolas de Teresina ainda não aderiram ao simulador de direção

Porém, segundo a resolução, as aulas com simulador não devem ultrapassar 30% da carga horária.

CONFIRA A REPORTAGEM COMPLETA NA EDIÇÃO DESTE SÁBADO (20) DO JORNAL MEIO NORTE

Desde de janeiro de 2014, as autoescolas de todo Brasil tem que oferecer cinco aulas em simuladores de direção para os alunos. Essa regra, já havia elevado 20% do valor gasto para a emissão da carteira, pois os simuladores custam caro, por volta dos R$ 40 mil.

Segundo dados da Federação Nacional das Autoescolas (Feneauto), antes do reajuste, o aluno tinha de desembolsar, cerca de R$ 1,2 mil, e com essa mudança, o valor subiu em até R$ 250. Porém, segundo a resolução, as aulas com simulador não devem ultrapassar 30% da carga horária.

Ainda são cinco aulas de 30 minutos cada, que devem ser feitas depois da aula teórica e antes da aula prática.

Em alguns estados, a regra não é obrigatória e sim facultativa, cabendo aos Departamentos de Trânsito (DETRAM) de cada estado aderir, ou não, a implantação do uso do Simulador de Direção. O Detran Piauí, afirma que a regra é obrigatória no Estado.

Fonte: Daniely Viana